Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Evolução do estado nutricional de crianças desnutridas e em risco nutricional em programa de suplementação alimentar (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: GOULART, RITA MARIA MONTEIRO - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSM
  • DOI: 10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508
  • Subjects: ESTADO NUTRICIONAL; NUTRIÇÃO DA CRIANÇA; TRANSTORNOS DA NUTRIÇÃO INFANTIL
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos. Avaliar o impacto do Programa de Incentivo ao Combate às Carências Nutricionais - ICCN nas crianças no Município de Mogi das Cruzes e os fatores associados à evolução nutricional. Métodos. Foram estudadas 724 crianças de 6 a 24 meses inscritas no ICCN, no período de jul/99 à jul/01. Para avaliar o estado nutricional utilizaram-se os índices peso/idade, peso/estatura e altura/idade, sendo consideradas eutróficas crianças com escore z ≥ - 1; de risco ≥ - 2 e < - 1, desnutrida moderada < - 2 e > - 3 e desnutrida grave ≤ - 3. As crianças foram acompanhadas por 12 meses, a evolução nutricional foi avaliada através da altura/idade, os resultados foram analisados como estudo de painel, sendo utilizado o "Generalized Estimating Equations" (GEE) para as análises univariada e multivariada. Avaliou-se como tendência significativa do escore z os coeficientes com p<0,05. Resultados. Ao final a condição nutricional encontra-se melhor para todas as categorias, sendo que o impacto do programa foi maior quanto mais intensa a deficiência nutricional inicial. Observaram-se ganhos, em altura, de 1,12, 0,82, 0,57 e 0,45 desvios-padrão para os desnutridos graves, moderados, risco nutricional e eutróficos, respectivamente. O fator associado à evolução nutricional para todas as categorias, de forma independente, foi a freqüência ao programa. Para os desnutridos também estavam associados à evolução nutricional, a idade ao ingressar no ICCN, o peso ao nascer e o aleitamento materno. De forma negativa, a idade da mãe e a ausência de trabalho materno. Para as crianças em risco também mostrou-se associada a melhor evolução nutricional, a renda familiar. Conclusão. A experiência do ICCN em Mogi das Cruzes resultou efetivamente na melhora nutricional dos beneficiários.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.10.2003
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GOULART, Rita Maria Monteiro; FRANÇA JUNIOR, Ivan. Evolução do estado nutricional de crianças desnutridas e em risco nutricional em programa de suplementação alimentar. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508 > DOI: 10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508.
    • APA

      Goulart, R. M. M., & França Junior, I. (2003). Evolução do estado nutricional de crianças desnutridas e em risco nutricional em programa de suplementação alimentar. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508
    • NLM

      Goulart RMM, França Junior I. Evolução do estado nutricional de crianças desnutridas e em risco nutricional em programa de suplementação alimentar [Internet]. 2003 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508
    • Vancouver

      Goulart RMM, França Junior I. Evolução do estado nutricional de crianças desnutridas e em risco nutricional em programa de suplementação alimentar [Internet]. 2003 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2003.tde-08022021-163508


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021