Exportar registro bibliográfico

Variabilidade pluviométrica intrasazonal sobre a Amazônia Oriental e Nordeste Brasileiro durante o outono Austral: mecanismos atmosféricos de baixa e alta frequência (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUZA, EVERALDO BARREIROS DE - IAG
  • Unidade: IAG
  • Sigla do Departamento: ACA
  • Assunto: METEOROLOGIA DINÂMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Os aspectos diagnósticos da variabilidade pluviométrica intrasazonal calculados regionalmente sobre o leste da Amazônia (LAM) e nordeste brasileiro (NEB), durante o regime chuvoso de outono (março, abril e maio), são investigados através de técnicas estatísticas espectrais (transformada em ondeletas, TO; e filtro de Lanczos) e multivariada (funções ortogonais empíricas, EOF) empregadas numa base de dados semanal referente ao período de 1982 a 2001. Basicamente, dois cenários climáticos de grande escala são considerados: um denominado de desfavorável (DESFAV), na qual observa-se a manifestação simultânea de El Niño sobre o pacífico e do gradiente inter-hemisférico de anomalias de TSM apontando para o norte do equador (GrAtlaN) sobre o atlântico intertropical; outra referida como favorável (FAV), caracterizada pela atuação concomitante de La Niña sobre o Pacífico e do gradiente térmico apontando para o sul do equador (GrAtlaS) sobre a bacia intertropical do Atlântico. Os anos de 1983-1987-1992-1998 classificaram-se como DESFAV, enquanto que os anos de 1984-1985-1989-1999 ficaram dentro da classificação FAV. Os anos DESFAV (FAV) se associaram com a predominância de anomalias negativas (positivas) de precipitação regional sobre a maior parte do LAM e NEB, quando analisa-se a média trimestral do outono. Assim sendo, dentro do contexto das duas referidas situações climáticas, o objetivo principal deste trabalho consistiu em investigar a existência de possíveis variaçõesintrasazonais significativas sobre o LAM e NEB, bem como documentar os possíveis mecanismos atmosféricos de baixa e alta frequência associados. ATO aplicada nos índices pluviométricos regionais representativos das regiões LAM e NEB evidenciaram a presença da variabilidade intrasazonal de baixa frequência com picos estatisticamente significantes nas bandas temporais de 20, 37 e 55 dias. Uma vez comprovada a existência da variabilidade de baixa ) frequência, foram determinados os padrões espaciais dominantes, através da aplicação das EOFs nos dados semanais de chuva regional filtrada nas bandas detectadas pela TO. Com base nas séries temporais das componentes principais, foram montadas composições para os anos FAV e DESFAV, com a finalidade de se diagnosticar os mecanismos atmosféricos responsáveis por eventos de chuva excessiva e deficiente e deficiente observados sobre o LAM e NEB, durante o regime chuvoso de outono. Os resultados identificaram a influência de bandas convectivas associadas a sistemas frontais posicionados no sul do NEB, as quais contribuem na modulação de parte do sinal pluviométrico de baixa frequência. Para complementar a análise dos mecanismos de baixa frequência moduladores das variações pluviométricas intrasazonais presentes no LAM e NEB, foi verificado o impacto regional associado à oscilação de Madden-Julian (OMJ), quando da sua propagação para leste sobre a América do Sul tropical. Através das composições montadas para váriosepisódios individuais da OMJ, selecionados durante os meses de outono, constatou-se que durante os anos FAV, a onda planetária com número de onda zonal 1 (associada à onda de Kelvin atmosférica da OMJ) ativa consideravelmente a convecção tropical associada à Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) sobre o nordeste do Brasil e Atlântico equatorial sul. Por outro lado, durante os anos DESFAV, a passagem da OMJ pela América do Sul não consegue efetivamente "quebrar" a dinâmica tropical associada ao cenário climático DESFAV, e com isso, a fase ativa da OMJ não contribui para a ativação da ZCIT Atlântica. Contudo, a OMJ cria condições dinâmicas favoráveis à intensificação de sistemas frontais sobre a parte sul do NEB, induzindo a ocorrência de chuva significativa no interior da região. Assim, em ambas composições FAV e DESFAV da OMJ, verificou-se um direto e significativo impacto na pluviometria regional.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.09.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Everaldo Barreiros de; AMBRIZZI, Tércio. Variabilidade pluviométrica intrasazonal sobre a Amazônia Oriental e Nordeste Brasileiro durante o outono Austral: mecanismos atmosféricos de baixa e alta frequência. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Souza, E. B. de, & Ambrizzi, T. (2003). Variabilidade pluviométrica intrasazonal sobre a Amazônia Oriental e Nordeste Brasileiro durante o outono Austral: mecanismos atmosféricos de baixa e alta frequência. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Souza EB de, Ambrizzi T. Variabilidade pluviométrica intrasazonal sobre a Amazônia Oriental e Nordeste Brasileiro durante o outono Austral: mecanismos atmosféricos de baixa e alta frequência. 2003 ;
    • Vancouver

      Souza EB de, Ambrizzi T. Variabilidade pluviométrica intrasazonal sobre a Amazônia Oriental e Nordeste Brasileiro durante o outono Austral: mecanismos atmosféricos de baixa e alta frequência. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021