Exportar registro bibliográfico

Neoplasias renais espontâneas em Bothrops moojeni (Hoge, 1966): um estudo morfológico, etiológico e prospectivo (1997)

  • Authors:
  • Autor USP: HOGE, ALMA YASODHARA ALEXANDRA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: SERPENTES; NEOPLASIAS; VÍRUS ONCOGÊNICOS; RIM; RETROVIRIDAE; VÍRUS
  • Language: Português
  • Abstract: Um grupo de serpentes Bothrops moojeni em cativeiro foi examinado devido ao aumento da região renal dos mesmos. O exame anatomopatológico resultou no diagn[óstico de múltiplas neoplasias renais. A alta freqüência de animais portadores de tumores (15%) foi inicialmente observada através da palpação de 150 exemplares vivos de um total de 3500 serpentes adultas. Essa ocorrência de grande número de neoplasias renais consideradas incomuns levou à caracterização desses tumores na população de serpentes. Realizou-se um estudo prospectivo dos casos de animais portadores de tumores no óbito que incluiu a tabulação de 702 fichas analisadas para verificar a possível associação entre variáveis como idade e sexo e a presença de outra neoplasia com as neoplasias renais, bem como determinar a proporção de animais portadores de neoplasias renais no óbito. Avaliações macroscópicas post-morten de 50 casos incluem: a descrição do aspécto dos tumores, seu número e posição no órgão, a variação do tamanho e qual o rim afetado (direito ou esquerdo). Considerando que a freqüência encontrada poderia estar relacionada à presença de um vírus, tecidos foram colhidos para a avaliação ultra-estrutural e realização de cultivos celulares de 6 animais portadores de neoplasias renais e 8 controles. A avaliação histopatológica foi realizada em 8 animais controle e em aproximadamente 50 animais com tumor renal. Através do exame ultra-estrutural dos tecidos foram demonstradas várias partículas viraiscom características morfológicas dos retrovírus. Partículas tipo C foram vistas brotando nos tecidos neoplásticos. Vírus de morfologia comparável foram observados em 6/6 animais portadores de neoplasias. Não houve encontro de retrovírus em nenhum dos 8 controles. À avaliação ultra-estrutural dos cultivos primários de baço de animal portador de neoplasia renal, foram encontradas poucas partículas virais. Posteriormente em co-cultivos de baço de (continua) animal portador com células "viper heart" foram observadas inúmeras partículas e figiras de brotamento. Provas de transcriptase reversa confirmaram a caracterização desses retrovírus. A revisão da literatura dos casos de neoplasias renais em répteis foi resumida em tabela. São discutidos os critérios de classificação das neoplasias renais em benignas ou malignas. Os resultados indicaram a etiologia viral dessas neoplasias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.10.1997

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HOGE, Alma Yasodhara Alexandra; GUERRA, José Luiz. Neoplasias renais espontâneas em Bothrops moojeni (Hoge, 1966): um estudo morfológico, etiológico e prospectivo. 1997.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.
    • APA

      Hoge, A. Y. A., & Guerra, J. L. (1997). Neoplasias renais espontâneas em Bothrops moojeni (Hoge, 1966): um estudo morfológico, etiológico e prospectivo. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Hoge AYA, Guerra JL. Neoplasias renais espontâneas em Bothrops moojeni (Hoge, 1966): um estudo morfológico, etiológico e prospectivo. 1997 ;
    • Vancouver

      Hoge AYA, Guerra JL. Neoplasias renais espontâneas em Bothrops moojeni (Hoge, 1966): um estudo morfológico, etiológico e prospectivo. 1997 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021