Exportar registro bibliográfico

Características da dentição decídua de crianças brasileiras (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: DELGADO, FABRICIA LULA - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: DENTIÇÃO DECÍDUA (CARACTERÍSTICAS); CRIANÇAS
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de relatar as características morfológicas mais freqüentes da dentição decídua de crianças brasileiras, foram avaliadas 500 crianças de ambos os sexos, na faixa etária de 3 a 6 anos, de escolas particulares e municipais das cidades de Londrina-Pr e Rolândia-Pr. Os critérios para seleção da amostra foram: presença exclusivamente da dentição decídua completa, ausência de perdas dentárias precoces e cáries extensas. Foram excluídas da amostra as crianças que fizeram uso de aparelhos ortodônticos. Assim sendo, selecionaram-se 352 crianças, sendo 159 do sexo masculino (45,17%) e 193 do sexo feminino (54,82%). A amostra foi dividida em 4 grupos, de acordo com as idades. Os resultados mostraram que o arco tipo I foi o mais prevalente tanto na maxila (63,64%) quanto na mandíbula (66,76%). Em relação ao plano terminal das faces distais dos segundos molares decíduos, o prevalente foi o plano terminal reto (74,15%), sendo que o plano mesial ocorreu em 25% e o plano distal em 0,85%. A presença de espaço primata foi verificada em 85,51% na maxila e em 59,66% na mandíbula, apresentando uma diminuição em sua prevalência, na mandíbula, com o aumento da idade. A relação dos caninos prevalente foi a classe I (87,78%), seguida pela classe III (6,53%) e classe II (5,68%). Houve diferença estatisticamente significante entre as relações dos caninos em relação ao sexo. Na avaliação das facetas de desgastes foi constatada a presença de facetas de desgaste em váriosdentes, em 80,11% da amostra, de modo que os dentes que mais apresentaram esta condição foram os caninos, havendo diferença entre as idades. Na avaliação das más oclusões, a mordida aberta foi a mais prevalente (23,30%), seguida pelo apinhamento dos incisivos inferiores (14,20%), mordida cruzada posterior (11,08%) e mordida cruzada anterior (2,56%), havendo uma tendência a um decréscimo da mordida aberta e da mordida cruzada com o aumento da idade. ) Quanto ao padrão facial, observou-se a prevalência do tipo mesofacial em 81,53% das crianças. Entre os hábitos deletérios avaliados a chupeta esteve presente em 19,89% dos casos, seguido pelo hábito de sucção do dedo (3,41%), sendo que o hábito da chupeta apresentou uma diminuição de seu uso com a idade. Outros tipos de hábitos pertinentes à faixa etária estudada foram encontrados na amostra (50,85%)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.03.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DELGADO, Fabricia Lula; LAURIS, José Roberto Pereira. Características da dentição decídua de crianças brasileiras. 2003.Universidade de São Paulo, Bauru, 2003.
    • APA

      Delgado, F. L., & Lauris, J. R. P. (2003). Características da dentição decídua de crianças brasileiras. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Delgado FL, Lauris JRP. Características da dentição decídua de crianças brasileiras. 2003 ;
    • Vancouver

      Delgado FL, Lauris JRP. Características da dentição decídua de crianças brasileiras. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021