Exportar registro bibliográfico

Avaliação das alterações de neuroimagem e histológicas na epilepsia do lobo temporal mesial (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: RIBEIRO, LUCIANA TORRES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: EPILEPSIA; LOBO TEMPORAL; IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA (AVALIAÇÃO;ALTERAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: redução volumétrica hipocampal. De modo semelhante, foi analisada contribuição da densidade neuronal sobre o sinal hipocampal em sequências ponderadas em T2. Foi também estudado o papel da reorganização axonal e da densidade de marcação pelo GFAP nos vários setores hipocampais sobre o sinal hipocampal. Foram utilizados como grupo controle tecido hipocampal obtido a partir de necrópsias e RM obtidas de voluntários saudáveis. A atrofia hipocampal .. correlacionou-se com a redução da densidade neuronal no subcampo do estrato piramidal de CA1. A densidade neuronal hilar esteve correlacionada com o hipersinal hipocampal nas sequências ponderadas em T2. Adicionalmente, não foi encontrada correlação entre gliose e proliferação de fibras musgosas na MI e o sinal hipocampal. Pode-se concluir que a redução volumétrica do hipocampo está correlacionada com a perda neuronal, sobretudo no subcampo de CA1, setor freqüentemente mais lesado na EH e que provavelmente contribui com o maior volume na formação do corno de Ammon. O papel da redução da densidade neuronal hilar sobre o aumento do sinal hipocampal em T2 não é bem definido. Possivelmente a redução da densidade neuronal está associada a um aumento dos espaços intercelulares que preenchidos por proteínas ricamente hidratadas conduziriam a um aumento do conteúdo de água tecidual. Além disso, os nossos achados sugerem a existência de uma correlação indireta entre gliose e sinal hipocampal, uma vezque a região hilar, correlacionada com o sinal hipocampal no presente trabalho, foi um dos setores hipocampais com perda neuronal mais acentuada e também um dos maiores índices de marcação pelo GFAP (proteína astrocitária). Finalmente, as evidências acima reforçam a noção de que alterações de neuroimagem observadas na EH estejam correlacionadas com substratos histológicos específicosA epilepsia do lobo temporal mesial (ELTM) é a forma mais comum de epilepsia focal intratável em adultos, sendo a esclerose hipocampal (EH) o seu substrato histológico mais frequente. A EH é definida pela perda neuronal e proliferação de células gliais, de intensidade variável nos diversos subcampos hipocampais. Observa-se ainda o brotamento de colaterais axonais anômalas das células granulares, as fibras musgosas, na camada molecular interna (MI) do hipocampo, processo que possivelmente representa um fenômeno de sinaptogênese reacional. A ressonância magnética (RM) permite que se obtenham informações detalhadas sobre alterações hipocampais na EH, caracterizadas por redução volumétrica associada ao aumento do sinal hipocampal nas sequências ponderadas em T2. As alterações de volume hipocampal estariam provavelmente associadas a perda neuronal. Enquanto que o hipersinal hipocampal em T2 seria causado pelo aumento da quantidade de água tecidual, sendo que este aumento poderia estar, de alguma forma, relacionado a gliose. Este trabalho objetivou o estudo das bases histológicas das alterações volumétricas e de sinal nas sequências ponderadas em T2 (FLAIR) do hipocampo associadas à epilepsia do lobo temporal mesial secundária à esclerose hipocampal.Trinta e um pacientes, com ELTM secundária a EH, foram submetidos à quantificação da densidade neuronal nos diversos setores hipocampais objetivando a determinação de quais setores apresentavam maior contribuição na
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.04.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Luciana Torres; LEITE, João Pereira. Avaliação das alterações de neuroimagem e histológicas na epilepsia do lobo temporal mesial. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Ribeiro, L. T., & Leite, J. P. (2003). Avaliação das alterações de neuroimagem e histológicas na epilepsia do lobo temporal mesial. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ribeiro LT, Leite JP. Avaliação das alterações de neuroimagem e histológicas na epilepsia do lobo temporal mesial. 2003 ;
    • Vancouver

      Ribeiro LT, Leite JP. Avaliação das alterações de neuroimagem e histológicas na epilepsia do lobo temporal mesial. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021