Exportar registro bibliográfico

Efeito da metoclopramida em fêmeas suínas nos três primeiros dias pós-parto (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COTRIM JUNIOR, IRINEU - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: LEITE(PRODUÇÃO); PROLACTINA; LEITÕES
  • Language: Português
  • Abstract: A metoclopramida vem sendo utilizada em humanos como terapia para aumento do aporte lactacional. Não existem informações na literatura sobre a utilização desta droga em suínos com a mesma finalidade. O estudo objetivou, avaliar os efeitos da metoclopramida para fêmeas no puerpério, e o conseqüente desempenho da leitegada. Foram utilizadas 12 fêmeas, de um sistema de produção de suínos, as quais foram homogeneizadas de acordo com a ordem de parto e sincronizadas através de droga indutora. A padronização das leitegadas foi estabelecida em 10 leitões por fêmea, totalizando 120 leitões. Os tratamentos empregados definiram-se em dois grupos (T1 e T2), com seis repetições por tratamento. No T1 as fêmeas foram submetidas à administração do medicamento nos três primeiros dias pós-parto; no T2, as porcas receberam soro fisiológico como efeito placebo. A fase experimental foi de 42 dias, a contar do oferecimento da metoclopramida às fêmeas, pesagem dos leitões para averiguação da produção de leite, antes e após as mamadas, nos três primeiros dias de vida dos leitões; seguido de pesagem aos 7, 14 e 21 dias. A análise laboratorial das amostras colhidas para diagnóstico sanitário da granja foi incluída no modelo experimental para averiguação da presença de agentes ligados às afecções correspondentes à fase de estudo. O delineamento estatístico foi de medidas repetidas no tempo. A metoclopramida influenciou significativamente (P<0,05) na produção de leite, nos três primeirosdias, havendo maior produção em relação ao controle. Não houve diferenças significativas quanto ao peso e ao ganho de peso dos leitões, nas idades analisadas. Destacou-se no estudo maior homogeneidade e menor dispersão da leitegada proveniente das fêmeas tratadas com Metoclopramida, nas provenientes das fêmeas tratadas com Metoclopramida, evidenciados pelos valores máximos e mínimos observados aos 21 dias de idade. Concluiu-se que a Metoclopramida (continua) ) provocou aumento do aporte lactacional em fêmeas suínas, nos três primeiros dias de lactação, com efeito na homogeneidade da leitegada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.07.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COTRIM JÚNIOR, Irineu; MORETTI, Anibal de Sant'Anna. Efeito da metoclopramida em fêmeas suínas nos três primeiros dias pós-parto. 2003.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2003.
    • APA

      Cotrim Júnior, I., & Moretti, A. de S. 'A. (2003). Efeito da metoclopramida em fêmeas suínas nos três primeiros dias pós-parto. Universidade de São Paulo, Pirassununga.
    • NLM

      Cotrim Júnior I, Moretti A de S'A. Efeito da metoclopramida em fêmeas suínas nos três primeiros dias pós-parto. 2003 ;
    • Vancouver

      Cotrim Júnior I, Moretti A de S'A. Efeito da metoclopramida em fêmeas suínas nos três primeiros dias pós-parto. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020