Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento de uma nova prótese vascular derivada do látex natural e sua utilização na substituição de um segmento da artéria femoral de cão (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: GRISOTTO, PAULO CESAR - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Assunto: PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS VASCULARES
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A revascularização arterial, em continuidade ou em derivação no tratamento do trauma vascular, doenças inflamatórias obstrutivas, doença ateroesclerórita e aneurismas tornaram a cirurgia vascular reparadora um grande desafio para o cirurgião vascular. As próteses sintéticas são os substitutos arteriais mais utilizados nestas revascularizações, sobretudo os enxertos de Dacron e PTFE. Apesar de serem amplamente utilizados, os enxertos protéticos sofreram inúmeras modificações para otimização do seu uso, mas ainda continuam longe de serem substitutos arteriais ideais. Objetivo: Desenvolver um novo modelo de prótese vascular tubular derivada do látex natural e estudar a biocompatibilidade e sua aplicabilidade na implantação em continuidade na artéria femoral de cães. Métodos: Doze cães foram submetidos ao implante de próteses tubulares preparadas com o látex natural. Os enxertos foram implantados com anastomose término-terminal nas artérias femorais esquerdas e, após 4 semanas, os animais foram submetidos às avaliações: clínica, ultra-sonográfica, arteriográfica e morfológica. Para esta última análise, os animais foram sacrificados e os enxertos foram avaliados macroscopicamente e, após removidos, analisados por meio de macroscopia, mesoscopia, microscopia de luz e eletrônica de varredura. Resultados: Após 4 semanas do implante, as próteses de látex mantiveram-se pérvias em 9 dos 12 enxertos implantados (75%). O estudo macroscópico evidenciou excelenteintegração aos tecidos circunvizinhos, ausência de linfoceles, infecção ou granulomas. A superfície externa foi revestida com tecido conjuntivo similar à adventícia da artéria nativa e a superfície interna da prótese foi recoberta por um tecido delicado e translúcido que a revestia inteiramente, continuando-se com o endotélio da artéria nativa. O estudo por microscopia eletrônica de varredura deste tecido mostrou ser similar ao endotélio da artéria. .. Conclusão: O composto derivado do látex natural integrou-se inteiramente com os tecidos circunvizinhos, produzindo uma prótese vascular tubular biocompatível quando implantada no sistema arterial de cães
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.03.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GRISOTTO, Paulo Cesar; PICCINATO, Carlos Eli. Desenvolvimento de uma nova prótese vascular derivada do látex natural e sua utilização na substituição de um segmento da artéria femoral de cão. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Grisotto, P. C., & Piccinato, C. E. (2003). Desenvolvimento de uma nova prótese vascular derivada do látex natural e sua utilização na substituição de um segmento da artéria femoral de cão. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Grisotto PC, Piccinato CE. Desenvolvimento de uma nova prótese vascular derivada do látex natural e sua utilização na substituição de um segmento da artéria femoral de cão. 2003 ;
    • Vancouver

      Grisotto PC, Piccinato CE. Desenvolvimento de uma nova prótese vascular derivada do látex natural e sua utilização na substituição de um segmento da artéria femoral de cão. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020