Exportar registro bibliográfico

Anatomia ecológica comparada de espécies ocorrentes na reserva biológica do Atol das Rocas e litoral oriental do estado do Rio Grande do Norte (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: MELO, MARIA DAS DORES - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: BOTÂNICA; ANATOMIA VEGETAL
  • Language: Português
  • Abstract: Neste estudo, fez-se uma análise comparativa dos órgãos vegetativos de espécies que se desenvolvem na Reserva Biológica do Atol das Rocas e Litoral Oriental do Estado do Rio Grande do Norte. As espécies selecionadas, Portulaca oleracea L., Sesuvium portulacastrum L. e Cyperus ligularis L. são amplamente distribuídas em ambos os ambientes, ocupando a zona mais próxima ao mar. As folhas de P. oleracea e S. portulacastum, são maiores e mais suculentas nos indivíduos do Atol das Rocas, o eixo caulinar compreende uma região aérea e subterrânea e as raízes são longas e finas. Em C. ligularis, as folhas são maiores nos indivíduos do Litoral Oriental, o sistema caulinar é do tipo rizoma simpodial e suas raízes são espessas. Do ponto de vista estrutural, as folhas de P. oleracea revelam uma epidemia de paredes sinuosas em ambas as superfícies, enquanto que S. portulacastrum as paredes são retas. As folhas de P. oleracea e S. portulacastrum são anfiestomáticas, com estômatos do tipo paracítico. O número de estômatos é maior na epiderme da superfície adaxial nas espécies P. oleracea e S. portulacastrum, enquanto que C. ligularis a folha é hipoestomática. P. oleracea e C. ligularis revela sua estrutura Kranz e S. portulacastrum apresenta metabolismo ácido crassuláceo, a presença de um parênquima eqüífero bem desenvolvido revela a adaptação ao ambiente salino. Uma das características relevantes em P. oleracea é a presença de idioblastos com mucilagem e grande quantidade decristais de oxalato de cálcio, do tipo drusas. Em C. ligularis, os feixes vasculares estão circundados por duas bainhas, onde a interna é bainha Kranz, sendo inerrompida pelo metaxilema. A anpalise do escapo de C. ligularis apresenta anatonia Kranz e aerêquimias. Raiz e caule de P. oleraceae e S. portulacastrum comprrende estrutura primária e secundária e crescimento anômalo. No rizoma de C. ligularis foi observado elementos de vaso ramificados nos indivíduos de ambos os ambientes. Em C. ligularis, a raiz é poliarca e no córtex há formação de aeråenquimas, freqüentemente observados nos indivíduos ocorrentes no litoral Oriental RN
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.04.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELO, Maria das Dores; MORRETES, Berta Lange de. Anatomia ecológica comparada de espécies ocorrentes na reserva biológica do Atol das Rocas e litoral oriental do estado do Rio Grande do Norte. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Melo, M. das D., & Morretes, B. L. de. (2003). Anatomia ecológica comparada de espécies ocorrentes na reserva biológica do Atol das Rocas e litoral oriental do estado do Rio Grande do Norte. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Melo M das D, Morretes BL de. Anatomia ecológica comparada de espécies ocorrentes na reserva biológica do Atol das Rocas e litoral oriental do estado do Rio Grande do Norte. 2003 ;
    • Vancouver

      Melo M das D, Morretes BL de. Anatomia ecológica comparada de espécies ocorrentes na reserva biológica do Atol das Rocas e litoral oriental do estado do Rio Grande do Norte. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021