Exportar registro bibliográfico

Uso do melhor preditor linear não viesado (BLUP) em análises dialélicas e predição de híbridos (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: IEMMA, MARIANA - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCE
  • Subjects: CRUZAMENTO VEGETAL; GENÉTICA ESTATÍSTICA; LINHAGENS VEGETAIS; MARCADOR MOLECULAR; MILHO
  • Language: Português
  • Abstract: A obtenção de híbridos de milho está relacionada com o aumento de produtividade dessa cultura. Para isso, normalmente são realizados cruzamentos entre linhagens de diferentes grupos heteróticos, que são determinados pelos melhoristas de forma que seja maximizada a divergência entre eles. A escolha dos genitores a serem cruzados pode ser facilitada pelo uso de cruzamentos dialélicos. Os modelos usados para a análise dos dialélicos permitem a estimação de parâmetros úteis para a seleção dos genitores e o estabelecimento de grupos heteróticos, sendo que os efeitos genéticos normalmente podem ser considerados como aleatórios. A forma tradicional de análise inclui tais efeitos na matriz de incidência dos efeitos fixos e emprega o método dos mínimos quadrados ordinários, o que impossibilita a análise usando a metodologia dos modelos mistos. Os objetivos deste trabalho foram comparar os resultados das análises dialélicas obtidas considerando o modelo fixo e o modelo misto e avaliar a eficiência do melhor preditor linear não viesado (BLUP) para predição de cruzamentos não realizados entre linhagens de milho, utilizando informações de marcadores moleculares RFLP para a estimação da matriz de parentesco. Foram considerados dados de 80 híbridos interpopulacionais e 20 testemunhas comerciais, avaliados em um látice 10 x 10 em três locais. Esses híbridos foram obtidos pelo cruzamento entre 8 linhagens do grupo heterótico BR-105 e 10 do grupo BR-106, as quais foram genotipadas commarcador RFLP. A análise dialélica foi realizada segundo a metodologia que considera o modelo genético como fixo e usa o método dos mínimos quadrados ordinários, e também usando a metodologia de modelos mistos, assumindo que a capacidade geral de combinação (CGC) dos dois grupos heteróticos e a capacidade específica de combinação (CEC) representam efeitos aleatórios. Além disso, foi ) avaliada a predição de híbridos simples não realizados, com base na matriz de covariâncias genéticas entre o híbrido não realizado e os híbridos preditores, usando as informações do marcador RFLP. Como todos os híbridos foram obtidos, foi simulada a retirada de cada um deles do conjunto, sendo sua performance predita a partir dos 79 restantes. Os resultados mostraram que, na comparação entre as análises dialélicas obtidas com as duas metodologias, embora os valores da CGC das linhagens da população BR-106 e da CEC tenham baixa correlação entre as duas metodologias (r=-0,11 e r=-0,06, respectivamente), a classificação dos híbridos mais produtivos sofre poucas alterações (r=0,99) e não causa dificuldades na seleção. A eficiência do BLUP para predição de cruzamentos não realizados entre linhagens de milho, utilizando informações de marcadores moleculares para a estimação da matriz de parentesco, mostrou a existência de moderada correlação entre os valores dos BLUP’s da produção de grãos e os valores preditos a partir dos híbridos observados restantes (r=0,35), o que indica queessa metodologia tem capacidade em predizer a estimativa de valores não observados, porém com alguma imprecisão. Os mesmos resultados foram observados entre as capacidades específicas de combinação observadas e as preditas (r=0,30). Conclui-se que a metodologia de modelos mistos pode ser usada, desde que com ressalvas, dada as correlações moderadas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.03.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      IEMMA, Mariana; GARCIA, Antonio Augusto Franco. Uso do melhor preditor linear não viesado (BLUP) em análises dialélicas e predição de híbridos. 2003.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-13052003-165635/ >.
    • APA

      Iemma, M., & Garcia, A. A. F. (2003). Uso do melhor preditor linear não viesado (BLUP) em análises dialélicas e predição de híbridos. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-13052003-165635/
    • NLM

      Iemma M, Garcia AAF. Uso do melhor preditor linear não viesado (BLUP) em análises dialélicas e predição de híbridos [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-13052003-165635/
    • Vancouver

      Iemma M, Garcia AAF. Uso do melhor preditor linear não viesado (BLUP) em análises dialélicas e predição de híbridos [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-13052003-165635/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020