Exportar registro bibliográfico

O ensino de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica: uma visão da fenomenologia social na perspectiva do professor e do aluno (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: CAMPOY, MARCOS ANTONIO - EE
  • Unidade: EE
  • Sigla do Departamento: ENP
  • Subjects: ENFERMAGEM PSIQUIÁTRICA; SAÚDE MENTAL; FENOMENOLOGIA; ENSINO; APRENDIZAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: ver o outro como pessoa"; "aplicando o conhecimento adquirido para o cuidado integral"; "sentindo-se motivado para mudar de atitude" e "reconhecendo o significado do autoconhecimento". Essa abordagem da pesquisa permitiu conhecer o "típico vivido" do professor que quer um aluno compromissado, reflexivo, competente e que veja o outro como pessoa e, do aluno que quer aprender a lidar com ser humano em sua saúde física e mental, com competência. Esse estudo ) ofereceu subsídios para o aluno desenvolver atitude positiva em relação ao transtorno mental e à pessoa portadora de sofrimento psíquico; em relação a importância do autoconhecimento como via de amadurecimento pessoal e profissional para o cuidado do outro e em relação aos aspectos centrais do cuidado em enfermagem psiquiátrica e saúde mental, comunicação e relacionamento interpessoal terapêutico, independentemente do tipo de serviço onde é oferecido o cuidadoRealizei esse estudo com o objetivo de compreender o processo ensino-aprendizado segundo a perspectiva do professor e do aluno que vivenciaram a disciplina de enfermagem psiquiátrica e saúde mental para iluminar o meu mundo vida como enfermeiro assistencial e docente de enfermagem. Por meio da Fenomenologia Compreensiva da Ação Social de Alfred Schutz caminhei do solo originário, do fenômeno em estudo, ao desvelamento de dois tipos sociais vividos na disciplina do curso de graduação, a partir da análise dos discursos de professores e alunos. O professor projetou sua ação para propiciar condições ao desenvolvimento do aluno como pessoa e profissional. Ao realizar a análise dos seus discursos extrai os "motivos para" agir e os categorizei como "valorizando a comunicação e a relação entre pessoas"; "aprendendo a considerar o outro como pessoa"; "valorizando o cuidado integral", "desmistificando medos e pré-conceitos" e "atribuindo significado ao autoconhecimento". Para o aluno, o agir humano do professor ao ensinar na disciplina facilitou seu aprendizado significativo, pois seu projeto de ação para aprender foi edificado em reciprocidade de intenções com o do professor. Assim, o aluno adquiriu conhecimento para desenvolver-se como pessoa e profissional. Da mesma forma, analisei os discursos dos alunos e extraí os "motivos para" agir e os categorizei como "percebendo a relevância do conhecimento sobre comunicação e da relação entre pessoas"; "aprendendo a
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMPOY, Marcos Antonio; STEFANELLI, Maguida Costa; MERIGHI, Míriam Aparecida Barbosa. O ensino de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica: uma visão da fenomenologia social na perspectiva do professor e do aluno. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Campoy, M. A., Stefanelli, M. C., & Merighi, M. A. B. (2003). O ensino de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica: uma visão da fenomenologia social na perspectiva do professor e do aluno. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Campoy MA, Stefanelli MC, Merighi MAB. O ensino de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica: uma visão da fenomenologia social na perspectiva do professor e do aluno. 2003 ;
    • Vancouver

      Campoy MA, Stefanelli MC, Merighi MAB. O ensino de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica: uma visão da fenomenologia social na perspectiva do professor e do aluno. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021