Exportar registro bibliográfico

Estudo da permeabilidade dentinária e influência da simulação de pressão intrapulpar na força de união de diferentes sistemas adesivos à dentina (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: CARDOSO, MARCIO VIVAN - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: PERMEABILIDADE DA DENTINA; ADESIVOS DENTINÁRIOS; RESISTÊNCIA DE UNIÃO (ODONTOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a força de união de diferentes sistemas adesivos à dentina e como a simulação da pressão intrapulpar (PIP) poderia interferir nos resultados encontrados. Para tanto, foram empregados três adesivos de frasco único (Prime & Bond NT - PB, Single Bond - SB e Excite - EX) e um autocondicionante (Clearfil SE Bond - SE), variando a presença ou ausência de uma pressão de 15 cmH2O. Assim, 80 molares humanos íntegros foram distribuídos em oito grupos experimentais igualitariamente, conforme o grau de permeabilidade de cada amostra, medido através de um dispositivo de verificação de condutância hidráulica. Uma superfície dentinária oclusal plana, a 1 mm de distância da câmara pulpar, foi utilizada como substrato aderente. Após realização dos procedimentos adesivo e restaurador, com a resina composta Filtek Z250, as amostras foram levadas ao teste de tração para determinação da resistência adesiva. Os dados obtidos foram então submetidos ao teste paramétrico de análise de variância (ANOVA) em programa GMC 8.1. As médias de resistência adesiva, expressas em MPa, e desvios-padrão encontrados na ausência ou presença de PIP foram, respectivamente: 13,7 ± 1,88 e 9,92 ± 1,55 para o PB; 13,63 ± 4,97 e 10,68 ± 1,6 para o SB; 10,89 ± 3,57 e 7,88 ± 2,14 para o EX; 20,21 ± 7,13 e 15,17 ± 5,91 para o SE. Os resultados encontrados mostraram que não houve diferenças estatisticamente significantes entre os grupos onde a PIP estava ausente oupresente (p> 0,01). Além disso, independente da simulação de pressão, o adesivo SE apresentou melhores resultados que os demais (PB, SB e EX) os quais, por sua vez, não mostraram diferenças estatísticas significantes quando comparados entre si (p>0,01). Assim, pudemos concluir que a PIP não interferiu na adesão dos sistemas adesivos estudados, sendo que melhores resultados de resistência adesiva foram encontrados para o sistema autocondicionante
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.04.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Marcio Vivan; RUSSO, Eliza Maria Águeda. Estudo da permeabilidade dentinária e influência da simulação de pressão intrapulpar na força de união de diferentes sistemas adesivos à dentina. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Cardoso, M. V., & Russo, E. M. Á. (2003). Estudo da permeabilidade dentinária e influência da simulação de pressão intrapulpar na força de união de diferentes sistemas adesivos à dentina. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cardoso MV, Russo EMÁ. Estudo da permeabilidade dentinária e influência da simulação de pressão intrapulpar na força de união de diferentes sistemas adesivos à dentina. 2003 ;
    • Vancouver

      Cardoso MV, Russo EMÁ. Estudo da permeabilidade dentinária e influência da simulação de pressão intrapulpar na força de união de diferentes sistemas adesivos à dentina. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021