Exportar registro bibliográfico

História e projeto: o papel do precedente na concepção da forma arquitetônica (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: KUFNER, TAIS MARIA ALVES - FAU
  • Unidade: FAU
  • Sigla do Departamento: AUP
  • Subjects: ARQUITETURA (ESTUDO E ENSINO); HISTÓRIA DA ARQUITETURA
  • Language: Português
  • Abstract: A principal proposta desta pesquisa pode ser traduzida por um convite a uma reflexão sobre o ensino de arquitetura no Brasil, particularmente no que diz respeito à produção intelectual (teórica e histórica) vinculada à produção prática (projeto), como fundamental fonte para uma crítica consistente que possa viabilizar uma criação consciente.A escola Bauhaus, fundada no início do século passado, por Walter Gropius, teve uma forte influência no ensino de arquitetura no Brasil. Esta escola vislumbra o ensino de história como um inibidor do pensar criativo de um estudante de arquitetura. Nesse contexto, a pesquisa verifica se realmente a carga horária e o assunto a ser tratado nas disciplinas de história foram reduzidos, fatos que, talvez, possam Ter provocado expressivas e danosas conseqüências na formação da massa de arquitetos que anualmente enfrenta o mercado de trabalho, com reflexos facilmente observáveis, por exemplo, na sua produção e desvalorização da classe, uma vez que ao projetar não demonstram conhecimentos suficientes que fundamentem sua criação. A presente dissertação discute, também, as diversas variáveis que permitem, nos dias atuais, encontra-se o mesmo edifício construído em qualquer parte do mundo, sem levar em conta o local no qual foi inserido, como se os arquitetos da atualidade não reconhecessem fronteiras e fundamentassem sua arquitetura em revistas, cujos projetos fossem modelos a copiar, desprovidos de uma crítica mais apurada econsistente.A pesquisa proporciona, portanto, esclarecimentos sobre os problemas acima levantados através da análise de diversos cursos de arquitetura no país, entrevistas com docentes e discentes, pensamentos e citações de muitos arquitetos renomados. O presente trabalho destina-se a todas as pessoas interessadas na melhoria do ensino de arquitetura em nosso país, reúne dados sobre diversas questões pertinentes ao assunto e sugere uma reflexão, a fim de que possamos discutir alternativas par o aprimoramento do processo educativo; em um outro enfoque, sugere meios de incentivar os futuros arquitetos a fundamentarem sua criação no estudo dos precedentes, fonte inesgotável do saber, unida a uma crítica coerente preocupada, sempre, com a preservação do local, da cultura e dos anseios daquela sociedade que será privilegiada com o seu projeto. A principal proposta desta pesquisa pode ser traduzida por um convite a uma reflexão sobre o ensino de arquitetura no Brasil, particularmente no que diz respeito à produção intelectual (teórica e histórica) vinculada à produção prática (projeto), como fundamental fonte para uma crítica consistente que possa viabilizar uma criação consciente.A escola Bauhaus, fundada no início do século passado, por Walter Gropius, teve uma forte influência no ensino de arquitetura no Brasil. Esta escola vislumbra o ensino de história como um inibidor do pensar criativo de um estudante de arquitetura. Nessecontexto, a pesquisa verifica se realmente a carga horária e o assunto a ser tratado nas disciplinas de história foram reduzidos, fatos que, talvez, possam Ter provocado expressivas e danosas conseqüências na formação da massa de arquitetos que anualmente enfrenta o mercado de trabalho, com reflexos facilmente observáveis, por exemplo, na sua produção e desvalorização da classe, uma vez que ao projetar não demonstram conhecimentos suficientes que fundamentem sua criação. A presente dissertação discute, também, as diversas variáveis que permitem, nos dias atuais, encontra-se o mesmo edifício construído em qualquer parte do mundo, sem levar em conta o local no qual foi inserido, como se os arquitetos da atualidade não reconhecessem fronteiras e fundamentassem sua arquitetura em revistas, cujos projetos fossem modelos a copiar, desprovidos de uma crítica mais apurada e consistente.A pesquisa proporciona, portanto, esclarecimentos sobre os problemas acima levantados através da análise de diversos cursos de arquitetura no país, entrevistas com docentes e discentes, pensamentos e citações de muitos arquitetos renomados.O presente trabalho destina-se a todas as pessoas interessadas na melhoria do ensino de arquitetura em nosso país, reúne dados sobre diversas questões pertinentes ao assunto e sugere uma reflexão, a fim de que possamos discutir alternativas par o aprimoramento do processo educativo; em um outro enfoque, sugeremeios de incentivar os futuros arquitetos a fundamentarem sua criação no estudo dos precedentes, fonte inesgotável do saber, unida a uma crítica coerente preocupada, sempre, com a preservação do local, da cultura e dos anseios daquela sociedade que será privilegiada com o seu projeto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.10.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KUFNER, Taís Maria Alves; GASPERINI, Gian Carlo. História e projeto: o papel do precedente na concepção da forma arquitetônica. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Kufner, T. M. A., & Gasperini, G. C. (2002). História e projeto: o papel do precedente na concepção da forma arquitetônica. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Kufner TMA, Gasperini GC. História e projeto: o papel do precedente na concepção da forma arquitetônica. 2002 ;
    • Vancouver

      Kufner TMA, Gasperini GC. História e projeto: o papel do precedente na concepção da forma arquitetônica. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021