Exportar registro bibliográfico

Biologia reprodutiva de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos de fagmentação de habitat e de conexão estrutural (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: LOPES, LUCIANO ELSINOR - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIE
  • Subjects: POLINIZAÇÃO; REPRODUÇÃO VEGETAL; HABITAT; BIODIVERSIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: Dentre as conseqüências da devastação provocada pela atividade humana, a fragmentação de habitat tem recebido enfoque especial por alterar a dinâmica e estrutura de paisagens, com conseqüências para os organismos, via mudanças em condições abióticas bem como bióticas. Há registro de que alguns atributos da paisagem podem amenizar os efeitos oriundos da fragmentação de habitat, agindo sobre a conectividade da paisagem, tais como conexão estrutural de fragmentos a outras manchas de habitat. Na última década, atenção tem sido voltada às questões sobre a natureza de interações biológicas mutualistas em contextos diversos da paisagem, principalmente no que diz respeito aos riscos de ruptura de processos biológicos em paisagens modificadas pelo homem. A reprodução da maioria das espécies vegetais é um processo biológico dependente de mutualistas: polinizadores e dispersores. Este fato as torna duplamente susceptíveis à fragmentação, uma vez que alterações na composição e abundância de grupo de polinizadores e dispersores podem afetar sua fecundidade. A expressão do sucesso reprodutivo de espécies vegetais em populações fragmentadas tem sido diversa, não havendo consenso sobre a resiliência da interação planta-polinizador bem como fecundidade de espécies vegetais à fragmentação de habitat e/ou conexão estrutural. Dentro deste contexto, ao avaliar as etapas que constituem o processo reprodutivo de Psychotria suterella em populações contidas emhabitat isolado, com conexão estrutural e não fragmentado, procuramos detectar se alterações na paisagem afetam a interação planta-polinizador e sucesso reprodutivo da espécie, indicando quais etapas do processo reprodutivo seriam mais sensíveis a alteração de habitat. P. suterella é espécie heterostílica, auto-incompatível e que depende de polinizadores para formação de frutos e sementes. Em função de atributos intrínsecos ao sistema heterostílico, há diferenças quanto a ) deposição de grãos de pólen compatível, crescimento de tubos polínicos, sucesso na fertilização, razão tubos polínicos/grãos de pólen e frutificação entre os morfos, sendo que o morfo brevistilo apresenta melhor desempenho nas etapas supracitadas. Baseado nestes resultados, consideramos que o morfo longistilo seria potencialmente mais sensível as alterações de habitat para a função feminina. Dentre os visitantes florais de P. suterella, as espécies de Bombus são os polinizadores mais eficientes tanto pela deposição de grãos de pólen no estigma como pela freqüência de visita às flores. A frutificação de P. suterella apresenta correlação positiva e significativa com a freqüência de visita de espécies de Bombus. Em todas as áreas não houve diferenças entre frutificação de flores expostas aos visitantes e àquelas submetidas aos tratamentos de polinização cruzada intermorfos, indicando a ausência de limitação polínica nas populações estudadas. Há maior abscisão de flores fertilizadas e frutos,oriundos de tratamentos de polinização manual intermorfos, em áreas não fragmentadas, isoladas e conectadas, indicando que fatores abióticos estariam regulando o sucesso na fertilização bem como a formação de frutos. A fragmentação de habitat altera tanto sucesso na fertilização como frutificação de P. suterella. Tanto o sucesso na fertilização como frutificação foram maiores nas áreas conectadas que isoladas e não fragmentadas, indicando que a espécie se beneficia com a alteração de habitat. Concluímos que o sistema planta-polinizador não é resiliente as alterações de habitat e que apesar da diversidade de vetores de pólen em P. suterella, não há redundância funcional entre eles, sendo a frutificação desta espécie dependente de espécies de Bombus. A integridade do sistema está sendo mantida na área pela manutenção de Bombus em paisagens alteradas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.12.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Luciano Elsinor; BUZATO, Silvana. Biologia reprodutiva de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos de fagmentação de habitat e de conexão estrutural. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Lopes, L. E., & Buzato, S. (2002). Biologia reprodutiva de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos de fagmentação de habitat e de conexão estrutural. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lopes LE, Buzato S. Biologia reprodutiva de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos de fagmentação de habitat e de conexão estrutural. 2002 ;
    • Vancouver

      Lopes LE, Buzato S. Biologia reprodutiva de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos de fagmentação de habitat e de conexão estrutural. 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021