Exportar registro bibliográfico

Manejo de ninhos da tartaruga-da-Amazônia (Posocnemis expansa) (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: BONACH, KELLY - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LZT
  • Subjects: ECOLOGIA ANIMAL; INCUBADORAS; MANEJO ANIMAL; REPRODUÇÃO ANIMAL; TARTARUGA; TEMPERATURA
  • Language: Português
  • Abstract: areia lateral, podendo, no entanto, variar ao longo de diferentes praias mesmo em um mesmo rio. Em termos de granulometria da areia, a distribuição por tamanho dos grânulos pode variar entre praias. Entretanto, essa granulometria parece não afetar a sobrevivência dos embriões nem o período de incubação. A forma dos ninhos também parece não afetar o sucesso reprodutivo da espécie, estando relacionada com o tamanho do corpo da fêmea. Os ninhos naturais tendem a produzir ) um padrão sexual fêmea-macho-fêmea e os ninhos incubados em incubadoras artificiais, macho-fêmea. A taxa de eclosão nessas incubadoras pode ser maior que nos ninhos naturais e a translocação de ovos no primeiro dia após a postura resulta em uma mortalidade embrionária significativamente maior que aos 14, 28 e 42 dias pós-posturaO repiquete é a elevação rápida do nível da água dos rios, provocando a inundação das praias. A aparição destas enchentes promove a eliminação total ou parcial dos ovos de muitas espécies de quelônios nos rios da Bacia Amazônica. Além do repiquete, a tartaruga-da-amazônia (Podocnemis expansa) possui um histórico de grande destruição de seus estoques naturais, motivada pelo uso doméstico de seus produtos (e.g., carne, gordura, ovos e casco). O objetivo do presente estudo foi desenvolver estratégias de manejo de ovos de tartarugas-da-amazônia que os protejam dos efeitos dos repiquetes, reduzindo a mortalidade natural e possibilitando a utilização dos filhotes por criadouros autorizados ou em programas de pesquisa. Para isto, foram realizados três experimentos, quais sejam: 1) Monitoramento de temperatura, umidade e compactação interna da câmara de ovos, densidade da areia e morfometria do ninho; 2) Determinação do período de incubação, taxa de eclosão e proporção sexual, através de incubação artificial; e 3) Determinação do período ideal pós-postura para transferência de ovos para praias altas. Foram utilizadas ninhadas de tartarugas-da-amazônia ocorridas nas praias dos rios Araguaia e Crixás-açu, Goiás, entre os meses de agosto a novembro de 2000. A análise dos dados coletados sugere que, no início do período de incubação dos ovos, os ninhos mantêm sua umidade maior que a da areia lateral e a densidade aparente da câmara de postura é a mesma da
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.03.2003
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BONACH, Kelly; VERDADE, Luciano Martins. Manejo de ninhos da tartaruga-da-Amazônia (Posocnemis expansa). 2003.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191218-180418/ >.
    • APA

      Bonach, K., & Verdade, L. M. (2003). Manejo de ninhos da tartaruga-da-Amazônia (Posocnemis expansa). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191218-180418/
    • NLM

      Bonach K, Verdade LM. Manejo de ninhos da tartaruga-da-Amazônia (Posocnemis expansa) [Internet]. 2003 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191218-180418/
    • Vancouver

      Bonach K, Verdade LM. Manejo de ninhos da tartaruga-da-Amazônia (Posocnemis expansa) [Internet]. 2003 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-20191218-180418/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021