Exportar registro bibliográfico

Papel da angiotensina II na modulação da síntese de melatonina pela glândula pineal (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: SANTOS, SABRINA HELOISA JOSE DOS - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMB
  • Subjects: ANGIOTENSINAS; RATOS; FISIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A glândula pineal de mamíferos sintetiza o hormônio melatonina exclusivamente durante o período noturno, caracterizando uma variação diária típica dos rtimos circadianos. Como ela não é fotossensível, ela depende dos fotorreceptores da retina, e de uma via neural que dela se origina, para a geração de sua ritmicidade e sincronização ao ciclo de iluminação ambiental. Esta via passa pelos núcleos supraquiasmáticos hipotalâmicos (os relógios biológicos), os núcleos paraventriculares hipotalâmicos, projetando-se para a pineal através de uma via simpática que inclui os gânglios cervicais superiores. A produção de melatonina e outros indóis pineais como 5-hidroxitriptofano (5-HTP), Serotonina (HT), ácido 5-hidroxi-indolacético (5-HIAA) e N-acetilserotonina (NAS) são regulados predominantemente pela inervação simpática, via fibras noradrenérgicas originadas no glânglio cervical superior. No entanto, a produção dos indóis pineais também é regulada por aferências provenientes de áreas diencéfalicas específicas. A complexidade da glândula pineal é, além disso, denotada pela presença de vários sistemas peptidérgicos que estão potencialmente envolvidos na sua funcionalidade. A literatura demonstra a presença do sistema renina-angiotensina (RAS) na glândula pineal, com uma produção local de angiotensina II (Ang II), independentemente de um sistema endócrino. Baseado neste dado o objetivo deste estudo foi caracterizar, através da cultura primária de glândulas pineaisde rato, qual o papel da angiotensina II na síntese de melatonina e em que passo enzimático se dá o seu efeito. Utilizando-se um antagonista específico do receptor AT1 da angiotensina, o losartan, e, estimulando-se as glândulas com noradrenalina, pode-se verificar a existência de uma modulação da angiotensina II na síntese de melatonina. Através da dosagem dos níveis dos indóis pineais, em particular da melatonina, pelo sistema de cromatografia líquida (HPLC), foi observado que o losartan promoveu uma red
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.02.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Sabrina Heloísa José; CIPOLLA NETO, José. Papel da angiotensina II na modulação da síntese de melatonina pela glândula pineal. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Santos, S. H. J., & Cipolla Neto, J. (2003). Papel da angiotensina II na modulação da síntese de melatonina pela glândula pineal. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Santos SHJ, Cipolla Neto J. Papel da angiotensina II na modulação da síntese de melatonina pela glândula pineal. 2003 ;
    • Vancouver

      Santos SHJ, Cipolla Neto J. Papel da angiotensina II na modulação da síntese de melatonina pela glândula pineal. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021