Exportar registro bibliográfico

Estudo espectrofotométrico do sistema cobalto(II)/tiocianato e seu aproveitamento analítico (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SADER, ANA PAULA DE OLIVEIRA - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: COBALTO; ESPECTROFOTOMETRIA (QUÍMICA)
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos sobre a formação dos complexos de metais, seus equilíbrios e, também, o aproveitamento analítico desses diferentes sistemas constituem uma tradicional linha de pesquisa em Química. Mais especificamente, as espécies formadas entre os vários pseudo-haletos e outros ligantes, com muitos cátions dos metais de transição, vêm sendo sistematicamente investigadas em nossos laboratórios de Química Analítica. Nesta linha, o emprego do íon tiocianato como ligante tem se destacado dentre os métodos analíticos para a determinação de cobalto, cuja procura tem sido crescente à medida que o homem, ao longo de sua evolução, descobre e produz novos materiais contendo esse metal. Desta forma, tendo em vista algumas características típicas do sistema Co(II)/SCN-, tal como sua intensa coloração, objetivou-se, nesta oportunidade, explorá-lo espectrofotometricamente com maior profundidade. Conseqüentemente, diversos parâmetros envolvidos na complexação dos íons cobalto (11) pelo tiocianato, tais como: a acidez do meio, a concentração disponível de ligante e a presença de solventes orgânicos no sistema, tiveram seus efeitos avaliados individualmente. Com os resultados destes estudos, estabeleceram-se as condições experimentais otimizadas para a montagem do método analítico, visando a determinação de íons cobalto(II). São elas: CHCIO4 = 0,050 moi L-1 CSCN- = 0,203 moi L"1 CTHF = 60% (v/v) Através de estudos espectrofotométricos preliminares, observou-se que o sistema apresenta doismáximos de absorção nestas condições experimentais: 316 e 622 nm, sendo esta última banda, aquela normalmente utilizada neste tipo de trabalho. Estudos de calibração nos dois comprimentos de onda indicaram que as leituras obedecem fielmente à lei de 8eer em ambos os casos, porém com sensibilidade significativamente maior na região ultravioleta (8316 = 1,20 x 104 e 8622 = 1,95 x 103 L mol-1 cm-1). Outros estudos sobre estabilidade, repetibilidade ) (precisão) e de possíveis interferentes também foram realizados, sendo os resultados bastante satisfatórios para fins analíticos. Observou-se interferência das espécies: I-, AI3+, 103-, Mn2+, N02-, 8r03-, S2032-, Hg2+, Cd2+, quando presentes em concentrações cem vezes superiores à de cobalto(II). Entretanto, tal efeito desaparece quando estes íons acham-se em concentrações dez vezes maior do que a do metal de interesse. Aplicações analíticas do método proposto foram testadas em um produto farmacêutico (vitamina 812) e em uma liga odontológica, com resultados plenamente satisfatórios, já que os erros percentuais obtidos ficaram dentro da faixa aceitável « 5%). A técnica de espectroscopia de absorção atômica foi utilizada paralelamente nestas análises, para efeito comparativo, na qual a determinação de cobalto mostrou-se possível na liga odontológica, mas inadequada para o fármaco (erro da ordem de 20%), nas condições de abertura realizadas. A comparação dos resultados mostra a potencial idade do método proposto, tendo emconta a simplicidade, exatidão e custo das aparelhagens. Finalizando, a possível influência do níquel (presente naturalmente em diversas amostras reais) na determinação de cobalto foi avaliada sob as condições experimentais estabelecidas para o método espectrofotométrico proposto. Observou-se que este "contaminante" natural exibe um pico de absorção em 245 nm e, através dos estudos, confirmou-se a aditividade das absorbâncias dos respectivos complexos (Co e Ni). Testou-se a possibilidade de determinação espectrofotométrica simultânea destes dois metais, através de leituras nos respectivos máximos (245 e 316 nm), empregando-se um sistema algébrico com duas equações simples, cujos resultados foram plenamente satisfatórios. As faixas úteis de trabalho, em termos de concentrações de cobalto e níquel foram, respectivamente: 0,94 a 4,04 ppm e 28,7 a 123,7 ppm, respectivamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.12.2002
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SADER, Ana Paula de Oliveira; ANDRADE, José Fernando de. Estudo espectrofotométrico do sistema cobalto(II)/tiocianato e seu aproveitamento analítico. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59138/tde-19102006-204125/ >.
    • APA

      Sader, A. P. de O., & Andrade, J. F. de. (2002). Estudo espectrofotométrico do sistema cobalto(II)/tiocianato e seu aproveitamento analítico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59138/tde-19102006-204125/
    • NLM

      Sader AP de O, Andrade JF de. Estudo espectrofotométrico do sistema cobalto(II)/tiocianato e seu aproveitamento analítico [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59138/tde-19102006-204125/
    • Vancouver

      Sader AP de O, Andrade JF de. Estudo espectrofotométrico do sistema cobalto(II)/tiocianato e seu aproveitamento analítico [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59138/tde-19102006-204125/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020