Exportar registro bibliográfico

Qualidade de vida dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço (2002)

  • Autor:
  • Autor USP: SAWADA, NAMIE OKINO - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: NEOPLASIAS; ENFERMAGEM CIRÚRGICA
  • Language: Português
  • Abstract: A primeira fase dessa pesquisa foi metodológica onde realizamos a adaptação do instrumento FACT H&N Functional Assessment of Cancer Therapy Head and Neck Cancer Subescale, para a cultura brasileira. A fase de validação semântica do instrumento foi realizada segundo as orientações e em conjunto com a coordenação do FACT do Instituto Rush Cancer do Rush University de Illinois, Chicago, EUA. Para verificarmos a confiabilidade do instrumento aplicamos numa amostra de 46 pacientes com câncer de cabeça e pescoço e realizamos os testes estatísticos. O teste 'alfa' de Cronbach em todas a subescalas atingiram níveis considerados satisfatórios acima de 0,70 e na escala total 'alfa'=0,86, demonstrando a confiabilidade do instrumento. A Segunda fase dessa pesquisa foi exploratória descritiva onde analisamos a Qualidade de Vida dos 46 pacientes que responderam aos questionários. A caracterização da amostra foi: 37 (80,4%) dos 46 pacientes eram do sexo masculino e 9 (19,6%) do sexo feminino, a idade variou de 27 a 83 anos, sendo que 86,8% estavam acima dos 50 anos de idade, em relação ao diagnóstico 17 (40,7%) tinham câncer de laringe 14 (30,4%) câncer de boca, 3 (6,5%) câncer nasal, 2 (4,3%) carcinoma pré auricular, 3 (6,5%) câncer de tireóide, 3 (6,5%) câncer de face, 3 (6,5%) carcinoma cervical e 1 (2,1%) carcinoma de parótida, constatamos que nossa amostra acompanha a tendência epidemiológica para esse tipo de Câncer. Os resultados demonstraram que mais de 50% das respostas nassubescalas foram no escore 5, demonstrando que de forma geral os pacientes investigados estão com uma boa qualidade de vida. As subescalas apresentaram correlação entre si ao nível de p<0,01, exceto a subescala bem estar funcional com a subescala preocupações adicionais. Esse dado vem sustentar, o modelo teórico adotado proposto por FERREL et al. (1995), que pressupõe a existência de uma interação dinâmica entre os domínios, ou seja, qualquer ) alteração em um dos domínios, conseqüentemente afetará a Qualidade de Vida como um todo. Com a finalidade de verificar quais aspectos da Qualidade de Vida do paciente com câncer de cabeça e pescoço não estão satisfatórios, analisamos cada ítem do instrumento e encontramos 7 ítens com média abaixo de 4 que foram: GS1 -Sinto me que tenho um relacionamento próximo com meus amigos (M=3,935); GS7- Estou satisfeito com minha vida sexual (M=2,674); Gb4 - Sinto me nervoso(a) (M=3,78); Gp4 - Aceito minha doença (M=3,913); HN1 - Posso comer alimentos que gosto (M=3,70); HN4 - A minha voz tem a força e qualidade habituais (M=2,236); HN9 - Posso engolir natural e facilmente (M=3,913) e HN11 - Posso comer alimentos sólidos (M=3,609). Esses resultados corroboram com a literatura pesquisada que demonstram que esses aspectos são comuns nos pacientes de câncer de cabeça e pescoço, são disfunções e problemas provenientes da doença e tratamento. Sugerimos estudos futuros que estudem com maior profundidade todos esses aspectos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.09.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SAWADA, Namie Okino. Qualidade de vida dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Sawada, N. O. (2002). Qualidade de vida dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sawada NO. Qualidade de vida dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço. 2002 ;
    • Vancouver

      Sawada NO. Qualidade de vida dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço. 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021