Exportar registro bibliográfico

O infans, a creche e a psicanálise (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: BAPTISTA, VALERIA MARIA FERRANTI - FE
  • Unidade: FE
  • Subjects: CRECHES; RELAÇÕES MÃE-CRIANÇA; PSICANÁLISE; EDUCAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Trata-se de pesquisa teórica, situada na articulação entre psicanálise e educação e que visa discutir uma atribuição que faz parte das ações da creche: a maternagem. A partir do nascimento do bebê como objeto a ser preservado, nascem os equipamentos para cuidar e educar a cria humana que não estava sob os cuidados da família, principalmente sob o olhar vigilante da mãe. Para os filhos das famílias ricas criou-se as escolas maternais enquanto que, para as famílias pobres e filhos de operários criou-se a creche. Palavra francesa que significa manjedoura, onde Jesus nasceu, marcando desde a sua origem o cunho assistencial de sua função. O discurso de origem que versa sobre a creche prevê que a professora seja a substituta da professora natural, a saber, a mãe, configurando um interessante binômio: a educação deverá ser realizada pela mãe professora, que se estiver impossibilitada em exercer tal tarefa deverá ser substituída pela professora-mãe. A educação primordial era difundida como tarefa materna, pois a maternidade é um dom interpretado como natural a partir do iluminismo, assim como o amor devotado à cria a expressão maior de amor tornou-se então a maternagem, ou seja, os cuidados essenciais destinados ao infans para que este sobreviva a sua frágil condição. Mas, qual o estatuto destes cuidados realizados por um educador de creche? Através da história das mentalidades, com autores como Philippe Ariès, Jacques Donzelot, Elisabeth Badiner e da teoriapsicanalítica, com os autores Sigmund Freud e Jacques Lacan e comentadores como Jacques-Alain Miller, Éric Laurent, Colette Soller, Marie-Hélène Brousse, foi possível realizar um contraponto a naturalização do amor materno assim como da maternagem como expressão de amor autorgando-lhe uma interpretação através da trama do desejo, desconstruindo a maternagem como sinônimo de amor materno, indicando a importância da manipulação do corpo nos cuidados essenciais para ) com o infans
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.01.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAPTISTA, Valéria Maria Ferranti; LAJONQUIÈRE, Leandro de. O infans, a creche e a psicanálise. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Baptista, V. M. F., & Lajonquière, L. de. (2003). O infans, a creche e a psicanálise. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Baptista VMF, Lajonquière L de. O infans, a creche e a psicanálise. 2003 ;
    • Vancouver

      Baptista VMF, Lajonquière L de. O infans, a creche e a psicanálise. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020