Exportar registro bibliográfico

Dinâmica asteroidal secular ressonante (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: SIMULA, ALESSANDRO - IAG
  • Unidade: IAG
  • Sigla do Departamento: AGA
  • Subjects: MECÂNICA CELESTE; RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; ASTEROIDES
  • Language: Português
  • Abstract: As librações asteroidais de alta excentricidade são modeladas por meio da versão tridimensional do desenvolvimento assimétrico do potencial. (Roig et al 1998) [173]. A expansão quadratica do desenvolvimento fornece o potencial das forças que perturbam um asteróide em ressonância de primeira ordem. O potencial é escrito em forma explicita e em forma de polinômio com variáveis canônicas regulares. A transformação do sessin (Sessin, 1981; Sessin & Ferraz-Mello, 1984)[182][183] é utilizada para introduzir o efeito de primeira ordem da excentricidade do perturbador na parte principal do Hamiltoniano. A transformação permite integrar formalmente um sistema Hamiltoniano intermediário, que representa uma primeira aproximação do sistema completo. A função que descreve a dinâmica do sistema intermediário integrável é conhecida como segundo modelo fundamental da ressonância (Henrard & Lamaitre, 1983) [74] ou também como Hamiltoniano de Andoyer (Andoyer, 1903) [2]. A solução do Hamiltoniano de Andoyer é calculada em forma fechada, seja com integrais elípticas, seja com séries de Fourier truncadas mas explícitas, cujos coeficientes são conhecidos analiticamente. A transformação canônica que dá a integral de ação também é explícita. Um método de média semi-analítico, baseado no esquema do método de Hori-Lie, é aplicado ao sistema dinâmico construído e à região de média-alta excentricidade do asteróide. O algoritmo de média utiliza um formalismo semi-numérico derivadodo método Henrard (Henrard, 1990; Henrard & Lemaitre, 1986) [70] [76]. A média do Hamiltoniano fornece a solução do sistema médio completo. O rumo da pesquisa leva em conta a forma explícita da perturbação em quanto função dos ângulos e das ações. As perturbações seculares e diretas também são incluídas proporcionando uma descrição mais realista da dinâmica. O modelo das librações de alta excentricidade obtido consente ligar e desligar as principais ) perturbações, esclarecendo assim o efeito de cada uma no movimento de longo prazo dos asteróides. A possibilidade de modelar a região central da ressonância permite calcular também uma primeira versão dos elementos próprios ressonantes. Os elementos próprios possibilitam o estudo da existência das familias de asteroides na região ressonante até agora inexplorada. De tal forma esta disponível um primeiro instrumento analítico para estudar a estabilidade dos asteroides na ressonância. A velocidade de variação dos elementos próprios fornece também a velocidade de difusão dos asteróides ressonantes. Em razão dos resultados obtidos, esta investigação pode ser feita em forma estatística. O modelo analítico construído já esta pronto para uma aplicação do modelo de difusão de Arnold feito por Chirikov (1979) [13] à dinâmica asteroidal ressonante. O modelo de Chirikov vai poder ser aplicado mais especificamente à uma investigação da difusão de Arnold na região central do gap de Hecuba
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.07.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SIMULA, Alessandro; FERRAZ-MELLO, Sylvio. Dinâmica asteroidal secular ressonante. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Simula, A., & Ferraz-Mello, S. (1999). Dinâmica asteroidal secular ressonante. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Simula A, Ferraz-Mello S. Dinâmica asteroidal secular ressonante. 1999 ;
    • Vancouver

      Simula A, Ferraz-Mello S. Dinâmica asteroidal secular ressonante. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021