Exportar registro bibliográfico

Análise da estrutura genética de Eugenia dysenterica DC utilizando marcadores RAPD e SSR (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: ZUCCHI, MARIA IMACULADA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: FRUTAS TROPICAIS; GENÉTICA DE POPULAÇÕES VEGETAIS; GENÉTICA VEGETAL; RECURSOS GENÉTICOS VEGETAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Os marcadores moleculares têm sido frequentemente utilizados em estudos sobre a diversidade e a estrutura genética populacional. A introdução dos marcadores moleculares revolucionou a genética de populações na década de 50, com a técnica de isoenzimas e recentemente tem conseguido enormes avanços com a aplicação de tecnologias baseadas em DNA. Os marcadores moleculares baseados em DNA permitiram uma ampla cobertura genômica e tornaram-se poderosas ferramentas para estudos de genética de populações. Marcadores codominantes têm sido muito utilizados na genética de populações por serem mais informativos que os marcadores dominantes. O objetivo principal deste trabalho foi utilizar marcadores dominantes com o intuito de contornar o problema da dominância. Para isso, foram utilizadas neste trabalho progênies para genotipagens com RAPD visando inferir o genótipo das plantas matrizes. Foi encontrando um valor de variação entre populações de plantas jovens, igual a ST f ˆ =0,328. E estimativa similar a esta, foi calculada com os dados de freqüências alélicas das plantas matrizes, obtendo-se um valor de ST F ˆ =0,318. O objetivo secundário deste trabalho foi gerar várias estimativas de parâmetros populacionais com a finalidade de comparar os diferentes tipos de marcadores moleculares. Foram comparadas as estimativas relacionadas ao sistema reprodutivo ( tˆ ), heterozigozidade esperada ( e H ˆ ) e observada ( o H ˆ ), estatísticas F de Wrigth, o parâmetro ST f ˆ edendrogramas obtidos com os diferentes tipos de marcadores (SSR, RAPD e isoenzimas) em diversas abordagens. A taxa de cruzamento ( tˆ ) obtida com os diferentes tipos de marcadores foram congruentes, sendo que a menor foi encontrada com isoenzimas utilizando progênies ( m tˆ =0,835), e a maior obtida com marcadores SSR ( a tˆ =1,07) utilizando indivíduos adultos. Isto levou a concluir que a ) espécie é alógama ou com tendência para alogamia. Com relação à estrutura genética e o fluxo gênico as estimativas não foram inteiramente concordantes. A menor estimativa de divergência foi obtida com marcadores isoenzimáticos ( p q ˆ =0,154, Nm=1,370) e a maior com RAPD ( ST f ˆ =0,328, Nm=0,512). Porém é importante ressaltar, que estas estimativas não são diretamente comparáveis, pois são obtidas de maneiras diferentes e com dados de progênies ou adultos. Quanto à estruturação da variabilidade visualizada através de agrupamentos, observou-se que os dendrogramas apresentam um padrão concordante sendo que a maior sensibilidade (maior amplitude de distâncias) foi obtida com os dados de SSR. Além disso, foram feitas correlações entre as matrizes de distâncias genéticas e geográficas e entre as matrizes de distâncias genéticas (correlações entre os diferentes marcadores). Estas correlações foram altas indicando que todos os marcadores amostram bem o genoma. Este estudo permitiu comparar dados de duas gerações e uma metodologia diferente para análise de dados com marcadoresdominantes, sem impor restrições nos modelos (f =1 ou f =0). Pôde-se concluir que houve congruência entre as estimativas dos parâmetros populacionais obtidas com os diferentes tipos de marcadores, embora tenha ocorrido algumas discrepâncias como foi o caso da estimativa de fluxo gênico com marcadores isoenzimáticos. Apesar de os marcadores possuírem diferentes naturezas todos foram igualmente informativos para este estudo populacional, inclusive os dominantes quando foram usados dados de duas gerações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.01.2003
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZUCCHI, Maria Imaculada; VENCOVSKY, Roland. Análise da estrutura genética de Eugenia dysenterica DC utilizando marcadores RAPD e SSR. 2003.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-17032003-144316/ >.
    • APA

      Zucchi, M. I., & Vencovsky, R. (2003). Análise da estrutura genética de Eugenia dysenterica DC utilizando marcadores RAPD e SSR. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-17032003-144316/
    • NLM

      Zucchi MI, Vencovsky R. Análise da estrutura genética de Eugenia dysenterica DC utilizando marcadores RAPD e SSR [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-17032003-144316/
    • Vancouver

      Zucchi MI, Vencovsky R. Análise da estrutura genética de Eugenia dysenterica DC utilizando marcadores RAPD e SSR [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-17032003-144316/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021