Exportar registro bibliográfico

Diferenciação de castas e aspectos relacionados ao ciclo colonial de algumas vespas do Brasil: (Hymenoptera, Vespidae, Epiponini) (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: BAIO, MÁRIO VALENTIM - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: HYMENOPTERA; COMPORTAMENTO SOCIAL ANIMAL; ENTOMOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: (Propolybia exigua e Metapolybia docilis). Os resultados obtidos mostraram que apenas em Metapolybia docilis e Agelaia pallipes as intermediárias estão ausentes durante todo o ciclo colonial. O número de rainhas variou nas colônias analisadas, havendo em alguns casos uma correlação com as diferentes fases do ciclo colonial. De uma forma geral, há uma nítida divisão de trabalho entre os grupos -Rainhas tem função de fazer postura e intermediárias e operárias de fazer ) a construção e manutenção do ninho, defende-lo e cuidar dos imaturos. Intermediárias de Protopolybia exigua botam ovos e fazem auto-oofagia. Este fato pode estar relacionado com alimentação das larvas da colônia. Em Metapolybia docilis as operárias jovens (1-5 dias) permanecem a maior parte do tempo sem atividade e são mais subordinadas as rainhas; operárias de meia idade (11-30 dias) cuidam dos imaturos e fazem a manutenção e defesa do ninho e; operárias mais velhas (26-40 dias) fazem forrageamento. Finalmente, considerações morfométricas e a ocorrência das intermediárias e sua função em diferentes taxa de vespas são discutidosAs vespas sociais neotropicais pertencentes a tribo Epiponini (Hymenoptera: Vespidae) são importantes no estudo da evolução do comportamento social pelo fato de suas colônias serem poligínicas (=várias rainhas), as castas apresentarem um gradiente de padrões de diferenças -desde castas morfologicamente incipientes até distintas -e a eventual presença de formas intermediárias de fêmeas não inseminadas que apresentam ovários desenvolvidos a ponto de produzirem ovos que possam ser botados. Estudos comportamentais revelaram a ocorrência de uma diminuição cíclica no numero de rainhas, o que provoca um aumento nas relações de parentesco entre os indivíduos da população, ate que a colônia atinja a monoginia. Esse fenômeno, chamado de oligoginia cíclica, e extremamente importante para que os conflitos de interesses entre as castas, previstos na teoria de Kin-selection, sejam solucionados. Este trabalho teve como objetivo principal identificar os diferentes tipos de diferenças morfológicas e fisiológicas entre as castas, suas variações e detalhes do comportamento social em diferentes fases do ciclo colonial. Para esse fim, foram utilizadas analises morfométricas e de desenvolvimento ovariano das fêmeas, associadas a analises estatísticas multivariadas em seis espécies (Brachigrastra augusti, Metapolybia docilis, Agelaia pallipes, Brachygrastra lecheguana, Pseudopolybia vespiceps e Protonectarina sylveirae) e observação de comportamentos em duas espécies
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.08.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAIO, Mário Valentim; ZUCCHI, Ronaldo. Diferenciação de castas e aspectos relacionados ao ciclo colonial de algumas vespas do Brasil: (Hymenoptera, Vespidae, Epiponini). 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Baio, M. V., & Zucchi, R. (2002). Diferenciação de castas e aspectos relacionados ao ciclo colonial de algumas vespas do Brasil: (Hymenoptera, Vespidae, Epiponini). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baio MV, Zucchi R. Diferenciação de castas e aspectos relacionados ao ciclo colonial de algumas vespas do Brasil: (Hymenoptera, Vespidae, Epiponini). 2002 ;
    • Vancouver

      Baio MV, Zucchi R. Diferenciação de castas e aspectos relacionados ao ciclo colonial de algumas vespas do Brasil: (Hymenoptera, Vespidae, Epiponini). 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021