Exportar registro bibliográfico

O universo em ruptura: putas e poetas - uma leitura de The Satanic Verses (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: LOPES, SEBASTIÃO ALVES TEIXEIRA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLM
  • Subjects: LITERATURAS INDIANAS; CRÍTICA LITERÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Minha leitura tem como objeto de exame The Satanic Verses de Salman Rushdie. Parto da hipótese de que Rushdie questiona a noção de palavra logocêntrica, que no romance toma a forma de palavra revelada. A palavra logocêntrica, compreendida como uma dádiva divina, pressupõe significações transcendentais e absolutas, não aceitando, portanto, dissensão ou contra-argumentos, narrativas paralelas ou interpretações alternativas. Rushdie, ao contrário, denuncia os posicionamentos político-ideológicos que suportam e justificam essa palavra, assim como questiona os posicionamentos sociais que são construídos e impostos a partir dessa palavra logocêntrica. Como objetivo geral busco demonstrar como, em The Satanic Verses, Rushdie questiona a noção de palavra logocêntrica, com seus pressupostos absolutistas, significados transcendentais e posicionamentos privilegiados. Como objetivos específicos, busco demonstrar como Rushdie constrói seu arcanjo da revelação de forma a já dar início a seus questionamentos acerca da noção de palavra logocêntrica. Busco também demonstrar como, no romance, a figura de Satanás desestabiliza e questiona a noção de palavra logocêntrica. Busco ainda demonstrar como, ai retratar a figura do profeta / mensageiro de forma humanizada, Rushdie continua a questionar a noção de palavra logocêntrica. Busco, por fim, demonstrar porque putas e poetas são categorias imperdoáveis em The Satanic Verses, apontando para como poetas e putas são capazes dequestionar e desafiar um aparato político-ideológico que se constrói ancorado na noção de palavra logocêntrica. Como arcabouço teórico / metodológico lanço mão de conceitos provenientes da crítica literária pós-colonial e pós-moderna. Começo com o conceito de identidade como proposto por Stuart Hall e Homi Bhabha, uma vez que ambos os teóricos têm contribuído sobremaneira para o debate acerca da formação identitária dos sujeitos pós-moderno e pós-colonial. ) Lanço mão também do conceito de hibridismo como formulado por Robert Young e Bakhtin. Do pensamento pós-moderno, pego o conceito de narrativas auto-reflexivas como elaborado por Linda Huntcheon. Do pensamento pós-estrutural francês lanço mão da crítica à metafísica ocidental como elaborada por Jacques Derrida. De Michel Foucault, lanço mão da noção de discurso enquanto arena na qual se realizam as relações de desejo e poder
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.11.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Sebastião Alves Teixeira; SOUZA, Lynn Mário Trindade Menezes de. O universo em ruptura: putas e poetas - uma leitura de The Satanic Verses. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Lopes, S. A. T., & Souza, L. M. T. M. de. (2002). O universo em ruptura: putas e poetas - uma leitura de The Satanic Verses. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lopes SAT, Souza LMTM de. O universo em ruptura: putas e poetas - uma leitura de The Satanic Verses. 2002 ;
    • Vancouver

      Lopes SAT, Souza LMTM de. O universo em ruptura: putas e poetas - uma leitura de The Satanic Verses. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021