Exportar registro bibliográfico

Arranjos espaciais e ocupação do espaço por crianças de 1-2 e 3-4 anos em creches (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: BOMFIM, JOSEANE APARECIDA OTAVIO - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSICOLOGIA AMBIENTAL; CRECHES
  • Language: Português
  • Abstract: A interdependência entre arranjo espacial - maneira como móveis e equipamentos existentes em um local estão posicionados entre si - e o papel estruturador do educador, foi evidenciada em estudos anteriores, realizados em creches. Constatou-se, dentre outros aspectos, a importância da estruturação espacial com zonas circunscritas (ZC -espaço delimitado pelo menos em três lados) no contato entre crianças de 2-3 anos e delas com a educadora. Este trabalho, com o objetivo de estender a análise para as faixas etárias adjacentes, examina a influência do arranjo espacial na ocupação do espaço, verificando a preferência por áreas específicas durante a ocorrência de atividades livres em creches, por crianças de 1-2 e 3-4 anos. A coleta de dados foi realizada através de três câmeras de videoteipe sem a presença do operador, em quatro salas (duas de cada idade) de duas creches municipais de Ribeirão Preto (SP). O estudo constou de três fases, com duas sessões cada: Fase I - arranjo espacial aberto: arranjo habitual, com uma área central vazia; Fase II - arranjo espacial aberto: introdução de estantes baixas de madeira nas laterais da sala; Fase III - arranjo espacial semi-aberto: montagem de duas zonas circunscritas, com as estantes da fase anterior. Os dados apresentados foram obtidos a partir do levantamento da posição espacial, a cada minuto, de cada criança do grupo e respectiva educadora. Para auxiliar no levantamento da posição espacial no monitor de TV, foi utilizada umaplanta quadriculada da sala desenhada numa folha de papel, onde cada quadrado correspondia a 1 m2 de área, podendo ser identificado por sua abscissa e ordenada, marcadas por letras e números, respectivamente. A cada minuto a imagem era congelada e localizava-se cada criança na tela do monitor, analisando cerca de 3 segundos antecedentes e conseqüentes ao minuto considerado, sendo a localização transposta para a planta quadriculada e, com base ) nesta, anotava-se a posição da criança, bem como a localização da educadora. A análise dos dados evidenciou que na FI, com menor estruturação, a maioria das crianças, de qualquer idade, preferiu a área em tomo do adulto (ZA), única área estruturada; afora esta concentração, as crianças, em geral, movimentaram-se muito pela sala, 3 havendo redução desta dispersão nas demais fases. Considerando especificamente as crianças de 1-2 anos, observou-se preferência semelhante na FIII pela ZA (G1=37%; G2=16%) e pelas zonas circunscritas (G1=38%; G2=18%). Na FII também houve no GI, ocupação preferencial semelhante pela ZA (42%) e área das estantes (40%); já no G2, houve ocupação preferencial desta área (27%) em detrimento da ZA (7%). Para as crianças de 3-4 anos verificou-se na FI maior ocupação da ZA, a qual, nas demais fases, foi preterida pelas crianças a favor, na FII, da área das estantes (G3=50%; G4=51 %) e na FIII, a favor das zonas circunscritas (G3=64%; G4=56%). Estes dados apontam, portanto, que diferentes arranjosespaciais levam a padrões diversos de distribuição espacial. A diferença observada entre as faixas etárias indica que as crianças menores ocupam mais a ZA, em comparação às maiores, mesmo na presença de zonas circunscritas, indicando maior necessidade de proximidade da educadora, provavelmente devido ao comportamento de apego
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.04.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BOMFIM, Joseane Aparecida Otávio; CARVALHO, Mara Ignez Campos de. Arranjos espaciais e ocupação do espaço por crianças de 1-2 e 3-4 anos em creches. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Bomfim, J. A. O., & Carvalho, M. I. C. de. (2002). Arranjos espaciais e ocupação do espaço por crianças de 1-2 e 3-4 anos em creches. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Bomfim JAO, Carvalho MIC de. Arranjos espaciais e ocupação do espaço por crianças de 1-2 e 3-4 anos em creches. 2002 ;
    • Vancouver

      Bomfim JAO, Carvalho MIC de. Arranjos espaciais e ocupação do espaço por crianças de 1-2 e 3-4 anos em creches. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021