Exportar registro bibliográfico

STRs autossômicos e ligados ao cromossomos y em indígenas brasileiros (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: SANTOS, LENIZE MARIA WANDERLEY - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: ÍNDIOS; GENÉTICA MÉDICA
  • Language: Português
  • Abstract: As amostras analisadas no presente estudo foram coletadas no ano de 1976 na expedição Alpha Hélix em comunidades da Amazônia Brasileira, que tinha como objetivos pesquisas médicas e biológicas Neste estudo foram selecionados 316 indivíduos com o menor grau de parentesco possível em 4 tribos indígenas: Tikúna (aldeias: Umariaçu, Feijoal, Vendaval e Belém); Kanamarí (Três Unidos); Kaxináwa (aldeias: Canabrava e Paredão) e Baníwa (Jandu Cachoeira). A análise destas populações foi realizada com o uso da técnica de PCR a partir de um conjunto de 4 microssatélites autossômicos (vWF1, vWF2, vWA e MJD), um conjunto de microssatélites ligados ao cromossomo Y (DYS19, DYS390, DYS391, DYS392 e DYS393) e uma inserção Alu YAP, com o objetivo de determinar a variabilidade genética e relações de parentesco existentes entre elas. As análises estatísticas foram realizadas com uso dos parâmetros Hs, GST’, FsT e HT’. Os resultados dos marcadores autossômicos e específicos do Y mostraram que a diversidade genética intrapopulacional foi baixa e a diversidade interpopulacional foi alta, o que revela consistência com outros dados de Ameríndios. Quanto ao parâmetro FST nos STRs autossômicos com base em freqüências alélicas, observou-se que seus valores revelaram pequena heterogeneidade entre as 4 aldeias Tikúna. Os índices de diferenciação genética nos STRs específicos do Y, com base na AMOVA utilizando dados de haplótipos também demonstraram diferenças entre as aldeias de Tikúna, bemcomo entre as tribos Tikúna, Kanamarí, Kaxináwa e Baníwa. Esta heterogeneidade haplotípica observada entre as quatro aldeias da tribo Tikúna a partir de marcadores específicos do Y e autossômicos concordam com resultados revelados anteriormente a partir de marcadores clássicos e outro conjunto de microssatélites autossômicos estudados na mesma amostra. Os Tikúna revelaram ser um grupo isolado das demais tribos quando construída a árvore evolutiva não ) enraizada neighbor-joining a partir dos STRs autossômicos e ligados ao Y, onde visualiza-se o agrupamento das 4 aldeias em um mesmo ramo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.01.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Lenize Maria Wanderley; SIMÕES, Aguinaldo Luiz. STRs autossômicos e ligados ao cromossomos y em indígenas brasileiros. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002.
    • APA

      Santos, L. M. W., & Simões, A. L. (2002). STRs autossômicos e ligados ao cromossomos y em indígenas brasileiros. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Santos LMW, Simões AL. STRs autossômicos e ligados ao cromossomos y em indígenas brasileiros. 2002 ;
    • Vancouver

      Santos LMW, Simões AL. STRs autossômicos e ligados ao cromossomos y em indígenas brasileiros. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021