Exportar registro bibliográfico

Sistemas polivalentes de análises em fluxo para determinação espectrofotométrica catalítica dos constituintes maiores em ligas metálicas (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAS, ANA CRISTI BASILE - CENA
  • Unidade: CENA
  • Assunto: ANÁLISE FOTOMÉTRICA
  • Language: Português
  • Abstract: Sistemas polivalentes de análises químicas em fluxo foram propostos para a determinação espectrofotométrica de cobre, zinco e chumbo em latão. Os três métodos foram implementados em um único módulo de análises, mantendo-se fixos a maioria dos parâmetros envolvidos no dimensionamento do sistema. Desta forma, foi possível a proposta de um sistema polivalente de análises por injeção em fluxo e um por injeção sequencial. A reação indicadora para a determinação catalítica de cobre foi a oxidação de resorcinol por peróxido de hidrogênio em ambiente amoniacal, cuja velocidade é acelerada por Cu2+. Para a determinação de zinco, foi escolhido uma reação de formação do complexo ternário verde malaquita/NH4SCN/Zn2+. A oxidação de vermelho de pirogalol por peróxido de hidrogênio catalisada por Pb2+ foi considerada para a quantificação de chumbo. A sensibilidade analítica foi melhorada desenvolvendo-se esta reação em ambiente micelar estabelecido pela adição do tensoativo brometo de dodecil- trimetilamônio. Inicialmente, cada reação foi estudada em um sistema de análises por injeção em fluxo, visando observação das características reacionais em comum. A seguir, foi projetado o primeiro sistema polivalente, no qual foram fixados alguns parâmetros tais corno pH (9,0 - mantido com Na2B407), comprimento de onda (530 nm), agente oxidante para as reações indicadores (H202,), dimensionamento físico do sistema, etc. Neste sistema, o único parâmetro a ser modificado foi aconstituição dos reagentes. Foi possível o processamento de 55 amostras por hora com baixo consumo de reagentes. O sistema é muito estável, deriva de linha base não sendo observada durante períodos prolongados (~4 h) de operação. Os resultados precisos (d.p.r. < 0,8 %) e concordantes com FAAS e ICP-AES, ao nível de 95 % de confiança, são obtidos. (continua ...) ) Os métodos acima foram também implementadas em um sistema de análises por injeção sequencial explorando-se as semelhanças analíticas entre eles, verificadas nos estudos individuais. Foram então estudados os principais parâmetros inerentes à operação do sistema, tais como temporização, sequencia de aspiração de amostra e reagentes, vazões, sentido de bombeamento, ete. O sistema proposto é estável e processa aproximadamente 20 amostras por hora, fornecendo resultados precisos (d.p.r < 1,0) e concordantes com as técnicas instrumentais mencionadas acima. O sistema se mostrou mais versátil relativamente ao sistema de análises por injeção em fluxo, requerendo menos reagentes, aproximadamente 0,3 ml por determinação. Potencialidades e limitações dos sistemas propostos são discutidas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.06.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Ana Cristi Basile; ZAGATTO, Elias Ayres Guidetti. Sistemas polivalentes de análises em fluxo para determinação espectrofotométrica catalítica dos constituintes maiores em ligas metálicas. 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002.
    • APA

      Dias, A. C. B., & Zagatto, E. A. G. (2002). Sistemas polivalentes de análises em fluxo para determinação espectrofotométrica catalítica dos constituintes maiores em ligas metálicas. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Dias ACB, Zagatto EAG. Sistemas polivalentes de análises em fluxo para determinação espectrofotométrica catalítica dos constituintes maiores em ligas metálicas. 2002 ;
    • Vancouver

      Dias ACB, Zagatto EAG. Sistemas polivalentes de análises em fluxo para determinação espectrofotométrica catalítica dos constituintes maiores em ligas metálicas. 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021