Exportar registro bibliográfico

Avaliação ecotoxicológica da represa de Pampulha (MG) e seus principais tributários (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: VARGAS, GISELLE PAULINO LOPES - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: TOXICOLOGIA AMBIENTAL (AVALIAÇÃO); ECOLOGIA AQUÁTICA
  • Language: Português
  • Abstract: A represa da Pampulha está inserida em uma grande área de lazer da cidade de Belo Horizonte/MG, exercendo sérios problemas ambientais incluindo a eutrofização e contaminação da água. O presente estudo visou avaliar a qualidade da água e sedimento do sistema e complementar os programas de monitoramento, que até então, não tinham um abordagem ectoxicológica. Para tanto, foram realizadas 4 coletas no período de um ano, em 7 pontos de amostragem distribuídos na represa da Pampulha, nos seus principais tributários, os córregos Sarandi e Ressaca e um ponto referência na nascente do córrego Olhos d'Água. Foram analisadas as variáveis limnológicas ( temperatura, oxigênio dissolvido, pH, condutividade, nutrientes totais e dissolvidos; granulometria e matéria orgânica do sedimento) e as concentrações de metais totais na água e metais biodisponíveis no sedimento, além da realização de bioensaios de toxicidade aguda com amostras de água e sedimento, utilizando os cladóceros similis, Ceriodaphnia dubia e Ceriodaphnia silvestri como organismos-teste. Os resultados obtidos para as varaiáveis limnológicas demonstraram estratificação térmica na represa da Pampulha e anoxia dos córregos Sarandi e Ressaca. As altas concentrações das formas fosfatadas e nitrogenadas conferiram ao sistema características de ambientes eutróficos e os valores encontrados para metais pesados demosntraram que os ambientes estudados encontram-se fora dos padrões fixados pela resolução CONAMA/86 paraáguas classe 2. Os bioensaios de toxicidade aguda com amostras de água permitiram detectar que os tributários da represa da Pampulha estão altamente contaminados, incluindo-se, o ponto 7, considerado a princípio, como ponto controle. As amostras de sedimento também apresentaram efeito de toxicidade aos organismos-teste, indicando que o compartimento sedimento da represa encontra-se mais contaminado do que o compartimento água
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.03.2002
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VARGAS, Giselle Paulino Lopes; RIETZLER, Arnola Cecília. Avaliação ecotoxicológica da represa de Pampulha (MG) e seus principais tributários. 2002.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01122016-120902/pt-br.php >.
    • APA

      Vargas, G. P. L., & Rietzler, A. C. (2002). Avaliação ecotoxicológica da represa de Pampulha (MG) e seus principais tributários. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01122016-120902/pt-br.php
    • NLM

      Vargas GPL, Rietzler AC. Avaliação ecotoxicológica da represa de Pampulha (MG) e seus principais tributários [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01122016-120902/pt-br.php
    • Vancouver

      Vargas GPL, Rietzler AC. Avaliação ecotoxicológica da represa de Pampulha (MG) e seus principais tributários [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01122016-120902/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021