Exportar registro bibliográfico

Atividade oxidativa de neutrófilos em gatos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV) (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: PETRI, GIULIANA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: GATOS; NEUTRÓFILOS; RADICAIS LIVRES
  • Language: Português
  • Abstract: Os neutrófilos e macrófagos são primordiais na resposta celular do hospedeiro frente a infecções, e estas células são responsáveis pela degradação e destruição dos microrganismos, através do processo de fagocitose, que envolve a produção de radicais livres de oxigênio. A atividade oxidativa dos neutrófilos foi mensurada através da técnica histoquímica do tetrazolio nitro-azul em felinos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV) e sintomáticos, que se apresentavam na fase III da infecção, bem como, em animais experimentalmente inoculados, na fase aguda da infecção. A infecção pelo FIV em felinos compartilha patogenia com o vírus da imunodeficiência humana (HIV). Nos animais naturalmente infectados pelo FIV, observou-se um aumento na atividade oxidativa dos neutrófilos, tanto na prova simples, quanto na prova estimulada, quando comparada aos animais FIV-negativos. Observou-se, também, que nos animais experimentalmente inoculados, ocorre um aumento da atividade oxidativa dos neutrófilos na prova simples, ao ser avaliada a frequência relativa média de neutrófilos NBT+, bem como o número absoluto de neutrófilos NBT+. Entretanto, na prova estimulada, observou-se que a frequência relativa média dos neutrófilos NBT+ apresentou aumento significativo após a 5ª semana pós-inoculação, enquanto que o número absoluto de neutrófilos NBT+ apresentou aumento, porém estatisticamente não-significante quando comparado aos valores antes da inoculação. Destaforma podemos concluir que a atividade oxidativa basal (prova simples) dos neutrófilos em animais FIV+ está aumentada, tanto na fase aguda quanto nos animais sintomáticos, porém, na fase aguda, frente a novos estímulos (prova estimulada), a capacidade oxidativa de reserva está diminuída, o que nos leva a concluir que o FIV interfere na atividade dos neutrófilos, colaborando para a imunodeficiência
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.06.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PETRI, Giuliana; HAGIWARA, Mitika Kuribayashi. Atividade oxidativa de neutrófilos em gatos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV). 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Petri, G., & Hagiwara, M. K. (2002). Atividade oxidativa de neutrófilos em gatos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Petri G, Hagiwara MK. Atividade oxidativa de neutrófilos em gatos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV). 2002 ;
    • Vancouver

      Petri G, Hagiwara MK. Atividade oxidativa de neutrófilos em gatos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV). 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020