Exportar registro bibliográfico

A psique e as paixões na Oneirokritika de Artemidoro (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, ANISE DE ABREU GONÇALVES D'ORANGE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Subjects: ANÁLISE DE SONHOS; LITERATURA GREGA
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese tem por objetivo efetuar uma leitura da Oneirokritika do ponto de vista da psique e das paixões . O papel da psique e das paixões na onirocricia é discutido, levando-se em conta motivações que são, simultaneamente, de ordem psíquica, retórica, social e histórica. É apresentada uma revisão da literatura, que inclui o contexto da produção da obra e a tradição onirocrítica na qual Artemidoro emerge. Foram examinadas as paixões: vergonha; ódio, raiva e inveja; amor e amizade; medo, confiança e esperança. Alguns conceitos aristotélicos referentes às paixões, desejo, psique, analogia, retórica e onirocricia foram adotados como contraponto analítico. Partindo-se do pressuposto de que os sonhos são transformações de desejos e preocupações, alguns desejos e temores foram inferidos a partir da presença das paixões nos presságios, nos conteúdos de sonho e na situação do sonhador em sua vida de vigília e também a partir de um levantamento de todos os acontecimentos ligados aos relatos de sonhos do quinto livro. Desejos explícitos foram levantados a partir de um vocabulário da vontade existente nos relatos da situação do sonhador. A paixão do medo tem a maior participação na Oneirokritika, nas descrições da situação do sonhador e nos presságios, seguida pelas paixões esperança, amizade e amor; ódio, raiva e inveja; e vergonha. A motivação de ordem social e psíquica se reflete nos sonhos como transformações de desejos de casar, manter a harmonia familiar, prosperar,ter posses, garantir a sobrevivência dos filhos, esconder atos ilegais ou contra os costumes, viajar, curar-se de doenças, bem como transformações do temor da morte e de doenças para si e para os filhos. A motivação de )ordem histórica se reflete na transformação de uma tradição onirocrítica antiga. A motivação de ordem retórica se reflete no desejo de convencer os leitores e o público-alvo com o uso da linguagem analógica e metafórica, aproximando os mundos da vigília e do sonho, aplicada em dois níveis: nos sonhos, como transformações da realidade, e nas onirocricias como transformações dos sonhos em realidades. Um dos sonhos transformados em realidade é a do próprio Artemidoro: deixar para o filho a arte do seu ofício como um legado profissional e existencial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.08.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Anise de Abreu Gonçalves D'Orange; HIRATA, Filomena Yoshie. A psique e as paixões na Oneirokritika de Artemidoro. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Ferreira, A. de A. G. D. 'O., & Hirata, F. Y. (2002). A psique e as paixões na Oneirokritika de Artemidoro. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ferreira A de AGD'O, Hirata FY. A psique e as paixões na Oneirokritika de Artemidoro. 2002 ;
    • Vancouver

      Ferreira A de AGD'O, Hirata FY. A psique e as paixões na Oneirokritika de Artemidoro. 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021