Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo 'in vitro' da microinfiltração entre preparos de CL V, realizados com alta rotação e com lasers de Er:YAG, restaurados com resina composta (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: JACOBS, MARIA MARGARETE RODRIGUES PALOMARES - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: RESTAURAÇÃO DENTÁRIA; CAVIDADE DENTÁRIA; RESINAS COMPOSTAS (ESTUDO COMPARATIVO); INFILTRAÇÃO DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Mesmo com a evolução dos sistemas adesivos e resinas compostas, a microinfiltração continua sendo um dos problemas a ser sanado, pois está relacionada diretamente com a longevidade das restaurações. Pesquisas científicas, com os mais diversos materiais e técnicas, vem testando e comprovando a microinfiltração, o que tem colaborado sobremaneira para o aperfeiçoamento dos materiais restauradores, muito embora, ainda, sem o sucesso esperado que seria entre outras coisas a ausência da microinfiltração. Dentre as técnicas de preparos atuais, destacamos o laser de Er:YAG e, estudos, através do teste de microinfiltração. Este estudo teve como objetivo comparar a microinfiltração em cavidades de Classe V, restauradas com dois tipos de resinas compostas e, preparadas com alta-rotação e lasers de Er:YAG. Para este experimento foram utilizados 60 dentes pré-molares humanos extraídos e, divididos em 6 grupos: G1 - preparados com alta-rotação e restaurados com resina microparticulada (A 110 - 3M); G2 - preparados com alta-rotação e restaurados com resina híbrida (Z 250 - 3M); G3 - preparados com laser de Er:YAG Kavo Key e restaurados de acordo com o G1; G4 - preparados com laser de Er:YAG Kavo Key e restaurados de acordo com o G2; G5 - preparados com laser de Er:YAG Opus 20 e restaurados de acordo com o G1; G6 - preparados com laser de Er:YAG Opus 20 e restaurados de acordo com o G2.) Os dentes foram restaurados seguindo a orientação do fabricante. As amostras foramentão, termocicladas e submersas em uma substância corante de azul de metileno a 2% por 24h, para o teste de microinfiltração, em seguida foram seccionadas para as avaliações que foram realizadas por três avaliadores através de imagens computadorizadas, obtidas dos cortes através das restaurações. Os resultados foram submetidos à análise estatística que indicaram não haver diferença estatisticamente significante entre os grupos testados, sendo que apenas entre os G1 e G2 houve diferença significante, quando as margens gengivais foram comparadas. Concluímos que todos os grupos apresentaram microinfiltração, mas comparando-se os três tipos de preparos não houve diferença significante e que, a resina microparticulada infiltrou mais que a resina híbrida somente no grupo preparado com alta-rotação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.04.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JACOBS, Maria Margarete Rodrigues Palomares; ODA, Margareth. Estudo comparativo 'in vitro' da microinfiltração entre preparos de CL V, realizados com alta rotação e com lasers de Er:YAG, restaurados com resina composta. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Jacobs, M. M. R. P., & Oda, M. (2002). Estudo comparativo 'in vitro' da microinfiltração entre preparos de CL V, realizados com alta rotação e com lasers de Er:YAG, restaurados com resina composta. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Jacobs MMRP, Oda M. Estudo comparativo 'in vitro' da microinfiltração entre preparos de CL V, realizados com alta rotação e com lasers de Er:YAG, restaurados com resina composta. 2002 ;
    • Vancouver

      Jacobs MMRP, Oda M. Estudo comparativo 'in vitro' da microinfiltração entre preparos de CL V, realizados com alta rotação e com lasers de Er:YAG, restaurados com resina composta. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020