Exportar registro bibliográfico


Metrics:

A saúde do idoso em Maringá: análise do perfil de sua morbi-mortalidade (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: MATHIAS, THAIS AIDAR DE FREITAS - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605
  • Subjects: SAÚDE DO IDOSO; CAUSA DA MORTE; HOSPITAIS; ASSISTÊNCIA À SAÚDE; ASSISTÊNCIA AO PACIENTE (SERVIÇOS DE SAÚDE); COEFICIENTE DE MORTALIDADE
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: O objetivo deste estudo foi conhecer a situação de saúde de idosos residentes em Maringá-PR, por meio da análise da mortalidade segundo sexo, idade e causa básica de óbitos e da mortalidade hospitalar segundo sexo, idade, diagnóstico principal de internação, média de permanência e tipo de saída. Material e Método: População idosa, neste estudo, refere-se às pessoas com 60 anos e mais de idade. Para a mortalidade o período analisado foi de 1979 a 1998, agrupado em quatro triênio: 1979/81, 1984/86, 1990/92 e 1996/98 e os dados foram obtidos do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. Para a mortalidade hospitalar o período analisado foi de 1995 a 1998 e os dados foram obtidos do Sistema de Informações Hospitalares do SUS. As informações sobre população referem-se aos censos demográficos com estimativas para os anos intercensitários. Os indicadores de mortalidade e morbidade foram apresentados por capítulos, agrupamentos ou diagnósticos mais freqüentes, codificados segundo a Classificação Internacional de Doenças, 9ª e 10ª Revisões. Os dados foram analisados através de medidas de proporção e taxas de mortalidade e morbidade hospitalar. Resultados: A população idosa residente em Maringá aumentou e houve queda na estimativa do risco de morte, mais importante para as mulheres. As causas mais freqüentes de óbito foram as doenças do aparelho circulatório, neoplasias e doenças do aparelho respiratório.Entre os diagnósticos de internação mais freqüentes as doenças do sistema nervoso, do aparelho geniturinário, do aparelho respiratório e digestivo foram as que apresentaram maior relação hospitalização/óbito. Conclusões: A aumento da longevidade é uma conquista e a velhice deve ser considerada como uma etapa da vida que deve ser desfrutada com qualidade. É preciso implementar na comunidade ações de promoção à saúde mais agressivas direcionadas aos riscos de óbito, principalmente por doenças cardiovasculares, neoplasias e doenças respiratórias crônicas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.05.2002
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MATHIAS, Thais Aidar de Freitas; MELLO JORGE, Maria Helena Prado de. A saúde do idoso em Maringá: análise do perfil de sua morbi-mortalidade. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605 > DOI: 10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605.
    • APA

      Mathias, T. A. de F., & Mello Jorge, M. H. P. de. (2002). A saúde do idoso em Maringá: análise do perfil de sua morbi-mortalidade. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605
    • NLM

      Mathias TA de F, Mello Jorge MHP de. A saúde do idoso em Maringá: análise do perfil de sua morbi-mortalidade [Internet]. 2002 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605
    • Vancouver

      Mathias TA de F, Mello Jorge MHP de. A saúde do idoso em Maringá: análise do perfil de sua morbi-mortalidade [Internet]. 2002 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-09032020-104605

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021