Exportar registro bibliográfico

Análise da cicatrização de lesões cutâneas através da espectrofotometria: estudo experimental em ratos diabéticos (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO, PAULO DE TARSO CAMILLO DE - BIOENG
  • Unidade: BIOENG
  • Assunto: ORTOPEDIA (REABILITAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho tem por objetivo desenvolver um protocolo experimental de avaliação da cicatrização de lesões cutâneas em ratos diabéticos (aloxânicos) através da análise do espectro de cor das fibras colágenas e de macrófagos.Considerando que em indivíduos normais, os mecanismos que regulam a cicatrização são bem conhecidos, determinou-se neste estudo verificar os mecanismos que regulam a cicatrização de animais diábeticos. Utilizamos inicialmente 60 ratos Wistar, machos.O diabetes foi induzido por injeção intravenosa (veia dorsal do pênis de Aloxana (2,4,5,6 - Tetraoxypyrimidina; 5-6 Dioxyuracila)SIGMA, 0,1 ml de soluçãoa cada 100 g de peso corporal. Para se chegar ao número de 12 ratos diabéticos, foram utilizados 48 ratos, destes 39,58% não desenvolveram a hiperglicemia no níveis fixados (acima de 250mg/l, 6,25% morreram por hipoglicemia nas primeiras 24 horas; nas 48 horas seguintes 20,83% morreram por hiperglicemia, 4,17% morreram durante procedimento anestésico e 4,17% morreram ao longo do experimento.Foi realizada uma lesão no dorso dos animais que foram divididos em 2 grupos com 12 animais cada e receberam a dnominação de Grupo 1 Diabético Grupo 2 Não Diabético.As 24 amostras dos tecidos colhidas no 3º, 7º e 14º após a lesão foram incluidas em parafina e cortadas transversalmente e passaram por dois processos distintos, ou seja, 24 amostras por coloração com Tricrômico de Masson e 24 amostras pela técnica imunohistoquímica - anticorpo monocional HAM56.Utilizou-se o software IMAGELAB para a análise morfométrica do percentual de fibras colágenas por densidade de cor e número de macrófagos evidenciados pela imunohistoquímica.Os dados obtidos em relação ao percentual de fibras colágenas e macrófagos foram tratados estatisticamente por testes paramétricos de análise de variância, segundo dois critérios, e confirmados pelo Teste "Tkey" onde se fixou em 5% o nível de rejeição da hipótese de ) nulidade.Fixando-se para ambos p<0,5.Concluímos que o protocolo experimental para avaliação da cicatrização de lesões em ratos diabéticos se mostrou eficaz, demonstrando que a cicatrização no grupo de animais diabéticos apresentou-se retardada durante todas as etapas do processo de reparo e que a porcentagem de fibras colágenas e macrófagos pode ser facilmente analisada pelo espectro de cor
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.02.2002
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Paulo de Tarso Camillo de; MAZZER, Nilton. Análise da cicatrização de lesões cutâneas através da espectrofotometria: estudo experimental em ratos diabéticos. 2002.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-07012003-100025/ >.
    • APA

      Carvalho, P. de T. C. de, & Mazzer, N. (2002). Análise da cicatrização de lesões cutâneas através da espectrofotometria: estudo experimental em ratos diabéticos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-07012003-100025/
    • NLM

      Carvalho P de TC de, Mazzer N. Análise da cicatrização de lesões cutâneas através da espectrofotometria: estudo experimental em ratos diabéticos [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-07012003-100025/
    • Vancouver

      Carvalho P de TC de, Mazzer N. Análise da cicatrização de lesões cutâneas através da espectrofotometria: estudo experimental em ratos diabéticos [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-07012003-100025/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020