Exportar registro bibliográfico

Escalonamento da dor pós-colpoperíneoplastia posterior e Burch I: um enfoque experimental (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: GIUNTINI, PATRICIA BODNAR - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Assunto: DOR (DESCRIÇÃO;PERCEPÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Os objetivos deste estudo experimental foram escalonar a dor pós-operatória e verificar a estabilidade da percepção da dor pós-operatória. A dor pós-operatória foi investigada por métodos psicofísicos diretos em sujeitos submetidos à Colpoperíneoplastia posterior e Burch, sob raquianestesia. Três métodos foram utilizados: Experimento 1 - método de exploração seriada; Experimento 2 - estimação de categorias e Experimento 3 - estimação de magnitudes e comprimento de linhas. Os resultados obtidos foram: 1) cada indivíduo apresentou um tempo próprio na determinação do seu limiar absoluto, ou seja, a dor é uma experiência única e individual; 2) os descritores de maior atribuição para o grupo C no qual foi administrado Cetoprofeno 100mg, por via endovenosa, foram insuportável (MA=4,80; DP=2,78), terrível (MA= 4,70; DP=2,83) e desesperadora (MA=4,50; DP=2,72); no grupo T, Tenoxicam 40mg, por via endovenosa, foram intensa (MA=5,00; DP=2,62), insuportátel (MA= 4,70; DP=2,54) e tremenda (MA=4,40; DP=2,99) e no grupo F, soro fisiológico 0,9%, por via endovenosa, foram insuportável (MA=4,92; DP=2,71), intensa (MA= 4,58; DP=3,00) e desesperadora (MA=4,50; DP=2,81); 3) o tempo de duração da cirurgia nos três grupos foi de, em torno de 2 horas; 4) o grupo C apresentou efeito preemptivo, ou seja, retardou o tempo da primeira queixa de dor do paciente, em tomo de 6 horas a 30 min e nos grupos T e F não se evidenciaram diferenças significativas quanto ao tempo deanalgesia, sendo a primeira queixa de dor após o término da cirurgia em 4h e 30min; 5) Uma análise de variância aplicada aos tempos individuais de analgesia, tomando como referência a primeira ('F IND. 2,54'=-6,92, p<0,002) e a segunda queixa de dor ('F IND. 2,46' = 4,68, p<0,014), em função dos três tipos de medicamentos revelou que os grupos foram diferentes entre si. 5)Comparações pelo Teste de Tukey revelaram que o grupo que recebeu Cetoprofeno (Grupo C) ) foi diferente dos outros dois grupos, Tenoxicam (Grupo T) e Soro Fisiológico (Grupo F) e não foram diferentes entre si, isto é, o tempo de analgesia foi maior para o Grupo C e 6) o Cetoprofeno apresentou ser o medicamento mais eficaz, no sentido de que o tempo de analgesia deste é maior para a dor originada por esse tipo de cirurgia, ou seja, tem caráter preemptivo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GIUNTINI, Patrícia Bodnar; SOUSA, Fátima Aparecida Emm Faleiros. Escalonamento da dor pós-colpoperíneoplastia posterior e Burch I: um enfoque experimental. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Giuntini, P. B., & Sousa, F. A. E. F. (2001). Escalonamento da dor pós-colpoperíneoplastia posterior e Burch I: um enfoque experimental. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Giuntini PB, Sousa FAEF. Escalonamento da dor pós-colpoperíneoplastia posterior e Burch I: um enfoque experimental. 2001 ;
    • Vancouver

      Giuntini PB, Sousa FAEF. Escalonamento da dor pós-colpoperíneoplastia posterior e Burch I: um enfoque experimental. 2001 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021