Exportar registro bibliográfico

Estudo da dureza superficial, resistência à abrasão e relação entre ambas, de resinas compostas indiretas utilizadas como revestimento estético de prótese parciais fixas (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: BENASSI, UBIRATAN MENEZES - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 805
  • Subjects: PRÓTESE PARCIAL FIXA; PRÓTESE DENTÁRIA; MATERIAIS DENTÁRIOS (AVALIAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Um dos importantes itens na busca por reintegração social é a estética. Para alguns pacientes este é o principal motivo da visita a um consultório odontológico. Desde meados do século passado as resinas odontológicas têm sido um dos materiais de eleição para tal fim. Porém, as primeiras resinas, embora pudessem solucionar problemas estéticos, não apresentavam propriedades físico-mecânicas compatíveis com as necessidades bucais. Duas destas propriedades são a resistência à abrasão e a dureza superficial. As resinas compostas Artglass (Kulzer) e Solidex (Shofu), utilizadas para revestimento estético em prótese parcial fixa, são dois destes novos materiais e, segundo os fabricantes, apresentam propriedades semelhantes aos tecidos dentais. Foram confeccionados 12 corpos-de-prova de cada uma das resinas e divididos em 02 (dois) grupos de 06 (seis) espécimes cada um. Cada grupo foi submetido ao desgaste por abrasão em um aparelho desenvolvido especialmente para tal fim. Foram avaliadas as resistências à abrasão de ambas as resinas, bem como a dureza superficial pré e pós-abrasão em ensaios com intervalos de tempo de 24 horas (01 dia) a 1320 horas (55 dias) após a confecção dos corpos de-prova. O armazenamento dos espécimes foi feito em recipiente escuro com soro fisiológico, à temperatura de '37 GRAUS'C'+ OU -''1 GRAU'C. Pela análise dos resultados obtidos, a resina composta Artglass apresentou maiores valores médios para a propriedade de dureza superficial em ambas ascondições de tempo (24 horas e 1320 horas). A resina composta Solidex apresentou menor resistência ao desgaste para os tempos de 24 horas e 1320 horas. O desempenho das propriedades de dureza superficial e resistência à abrasão foi menor para o tempo de 1320 horas, provavelmente devido à permeabilidade das resinas compostas e à degradação hidrolítica, provocada pelo meio de armazenamento em função do tempo. Após o teste de correlação, ) os dados obtidos permitiram concluir que houve correlação direta entre as propriedades de dureza superficial e resistência à abrasão para as resinas estudadas neste trabalho
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.08.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BENASSI, Ubiratan Menezes; MATTOS, Maria da Glória Chiarello de. Estudo da dureza superficial, resistência à abrasão e relação entre ambas, de resinas compostas indiretas utilizadas como revestimento estético de prótese parciais fixas. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Benassi, U. M., & Mattos, M. da G. C. de. (2001). Estudo da dureza superficial, resistência à abrasão e relação entre ambas, de resinas compostas indiretas utilizadas como revestimento estético de prótese parciais fixas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Benassi UM, Mattos M da GC de. Estudo da dureza superficial, resistência à abrasão e relação entre ambas, de resinas compostas indiretas utilizadas como revestimento estético de prótese parciais fixas. 2001 ;
    • Vancouver

      Benassi UM, Mattos M da GC de. Estudo da dureza superficial, resistência à abrasão e relação entre ambas, de resinas compostas indiretas utilizadas como revestimento estético de prótese parciais fixas. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020