Exportar registro bibliográfico

Relações conjugais violentas: suas contradições e novas configurações contemporâneas pós-feminismo (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, KÁTIA NEVES LENZ CÉSAR DE - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: CONFLITO CONJUGAL (PSICOLOGIA); VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
  • Language: Português
  • Abstract: A literatura sobre violência conjugal pode ser dividida em dois pólos de argumentação razoavelmente distintos: um que se refere à articulação com o movimento feminista, construindo um modelo explicativo que define o problema como "violência contra a mulher", associada à cultura patriarcal, e que portanto a configura como instrumento de dominação a opressão a mulher; o segundo, com menor coesão intema, que define o problema como "violência doméstica", na medida em que inclui a presença de homens "vitimizados" e procura estabelecer a diferença entre a violência contra a mulher no espaço público e aquela no privado dos tempos modernos. Alguns autores discutem a necessidade de uma investigação que também esteja voltada a entender como o fenômeno acontece e não apenas porque. Nesta direção, em que se busca, não abandonar as principais contribuições do primeiro pólo, mas ampliar a análise, surge o objetivo deste estudo de investigar como homens e mulheres, que vivem uma relação conjugal marcada pelo registro de queixa da mulher na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), formulam descrições e explicações sobre as relações que estabelecem, para através destas apreender o entrelaçamento de condutas e significados entre os parceiros. Os sujeitos são 4 casais, das camadas populares, contatados através da DDM e da Casa da Mulher - RP (ONG), entrevistados segundo a técnica de entrevista modalidade "história de vida". A análise que focou a interação entre os parceiros,ancorada na apropriação e articulação de teorias sistêmicas e de psicólogos sociais, buscou estabelecer como as premissas contraditórias de cada um são forjadas e/ou reforçadas no jogo cíclico de comunicações contraditórias entre eles, que mantém as situações de violência. A comparação entre casais aponta para a diversidade de posicionamentos: os homens permanecem centrados neles mesmos ou desenvolvem comportamentos distintos do ) padrão de masculinidade dito patriarcal; as mulheres se mantêm contidas no perpetrar agressões em primeira instância ou resvalam para comportamentos de crítica ao outro, mais intensa que a dirigida a si mesmas. Na análise sobre a relação entre os contextos interpessoal e cultural, apreende-se que a violência é perpetrada tanto com base nos valores do patriarcado como nos da cultura ocidental moderna, definida pelo individualismo, que ganha destaque na tendência dos homens de "psicologizar" suas vivências. Dir-se-ia que os valores patriarcais promovem a violência masculina, enquanto os do individualismo a violência de todas e para todas as direções. As mulheres estariam tentando abandonar o posicionamento "passivo", passando para outro, que as diferencia menos de seus companheiros, o que tem ajudado a transformar a tornar mais complexos, mas não a extinguir, os argumentos pelos quais seus parceiros continuam a agredir/violentar. Por fim, levanta-se uma hipótese que conjuga os modelos explicativos sobre o tema, classificando asrelações conjugais violentas em dois tipos: "simétrica", seria a maioria das dinâmicas estabelecidas pelos casais deste estudo, e "complementar/assimétrica", seria o primeiro período de convivência de um dos casais e a dinâmica de outro casal que se apresentou como pretendente a participar desta pesquisa até certo momento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.11.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Kátia Neves Lenz César de; ALVES, Zélia Maria Mendes Biasoli. Relações conjugais violentas: suas contradições e novas configurações contemporâneas pós-feminismo. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Oliveira, K. N. L. C. de, & Alves, Z. M. M. B. (2001). Relações conjugais violentas: suas contradições e novas configurações contemporâneas pós-feminismo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira KNLC de, Alves ZMMB. Relações conjugais violentas: suas contradições e novas configurações contemporâneas pós-feminismo. 2001 ;
    • Vancouver

      Oliveira KNLC de, Alves ZMMB. Relações conjugais violentas: suas contradições e novas configurações contemporâneas pós-feminismo. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021