Exportar registro bibliográfico

Prevalência de mutações que conferem resistência aos inibidores da transcriptase reversa e da protease em doadores de sangue positivos para o HIV-1 sem tratamento prévio (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARRETO, CLAUDIA CORTESE - ICB
  • Unidades: ICB
  • Sigla do Departamento: BMM
  • Subjects: MICROBIOLOGIA; HIV; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE
  • Language: Português
  • Abstract: Um dos maiores problemas para o sucesso de tratamentos com drogas antimicrobianas é o aparecimento de mutantes resistentes a elas. As mutações que conferem resistência aos anti-retrovirais podem ocorrer naturalmente ou serem transmitidas de um indivíduo para o outro. Os fármacos inibidores da transcriptase reversa (RT) e da protease (PR) foram distribuídos pelo Ministério da Saúde no Brasil desde 1991 e 1996, respectivamente. Com o uso generalizado da terapia anti-retroviral é possível ocorrer seleção de cepas resistentes na população. MÉTODOS: avaliamos 100 amostras de doadores de sangue positivos para o HIV-1, coletadas entre 1995 e 1996 na Fundação Pró-Sangue/Hemocentro de São Paulo. Nenhum deles havia feito uso da terapia antiretroviral até aquele momento. Os subtipos do HIV-1 foram determinados através do Ensaio de Mobilidade de Fitas Híbridas (HMA). A presença de mutações que conferem resistência aos inibidores da RT foi pesquisada em células mononucleares do sangue periférico (PBMC) e no plasma, através do LiPA® (Innogenetics, Gent/Belgium) que, por "hibridação reversa", permite a identificação de mutações nos códons 41/69/70/74/214/215 do gene da RT e nos códons 30/46/48/50/54/82/84 do gene da PR. O gene "pol" de parte das amostras que não hibridaram no LiPA® foi seqüenciado para verificar a presença de outras mutações. De 100 amostras, 93 puderam ser analisadas no gene "env", onde 82 (86,3%) foram classificadas como do subtipo B, 12(12,6%), como F, uma,como C(1,1%). Foi possível definir o subtipo do HIV-1 de 28 amostras na região do "pol" com isso verificamos que a maioria das amostras F no gene env eram recombinantes B/F. O LiPA® determinou a presença de, pelo menos, 1 mutação associada à resistência aos IRT em 12% (11/92) das cepas encontradas no PBMC e 7,9% (6/76), no plasma. Somente 1(1%) das amostras de PBMC continham mutação associada aos inibidores da protease (M46I). As mutações mais ) freqüentes no PBMC foram: 7 K70R, 1, M184V, 1, M41L, 1, K70R e M184V, e 1 apresentou as mutações T69D e K70R. Nestes 6 casos, os mutantes representaram as populações minoritárias do vírus. Somente em 4 dos 11 casos, a mutação também foi detectada no plasma. Em 2 casos a mutação K70R estava presente apenas no plasma. O padrão de mutações encontrado definem que apenas 3 mostras tinham resistência completa a um inibidor de RT (2 ao 3TC e 1 ao ddC). CONCLUSÃO: a prevalência de cepas de HIV-1 resistentes aos anti-retrovirais em indivíduos não submetidos a tratamento era baixa em 1996. A distribuição dos subtipos do HIV-1 encontrada nesta população foi semelhante de outros estudos, porém após análise da região pol pudemos verificar que a maioria das amostras tipadas como F no envelope viral são recombinantes B/F
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.12.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARRETO, Claudia Cortese; SABINO, Ester Cerdeira. Prevalência de mutações que conferem resistência aos inibidores da transcriptase reversa e da protease em doadores de sangue positivos para o HIV-1 sem tratamento prévio. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Barreto, C. C., & Sabino, E. C. (2001). Prevalência de mutações que conferem resistência aos inibidores da transcriptase reversa e da protease em doadores de sangue positivos para o HIV-1 sem tratamento prévio. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barreto CC, Sabino EC. Prevalência de mutações que conferem resistência aos inibidores da transcriptase reversa e da protease em doadores de sangue positivos para o HIV-1 sem tratamento prévio. 2001 ;
    • Vancouver

      Barreto CC, Sabino EC. Prevalência de mutações que conferem resistência aos inibidores da transcriptase reversa e da protease em doadores de sangue positivos para o HIV-1 sem tratamento prévio. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020