Exportar registro bibliográfico

Consumo de água da cultura da estévia (Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni) estimado por microlesímetro automático (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated author: FRONZA, DINIZ - ESALQ
  • School: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LER
  • Subjects: BALANÇO HÍDRICO; CONSUMO DE ÁGUA; ESTÉVIA; IRRIGAÇÃO LOCALIZADA; LENÇÓIS FREÁTICOS; MÁQUINAS AGRÍCOLAS
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho teve como objetivos estimar o consumo hídrico da cultura da estévia utilizando dois microlisímetros de lençol freático de nível constante, bem como determinar as funções de resposta de lâminas de irrigação no rendimento de folhas da cultura. A pesquisa foi realizada na área experimental do Departamento de Agronomia e Gestão do Agroecossistema da Universidade de Pisa, em San Piero a Grado - Pisa/Itália. A evapotranspiração de referência foi determinada pelo método Penman-Monteith-FAO. Os dados de evapotranspiração foram coletados diariamente durante o período de junho a outubro de 2000. O lençol freático dos dois microlisímetros foi mantido a 35 cm da superfície do solo. As lâminas de irrigação aplicadas foram 64%, 80%, 100%, 117% da evapotranspiração medida pelos microlisímetros e um tratamento testemunha sem irrigação, sendo 4 repetições em cada tratamento. O potencial de água no solo nos tratamentos foi monitorado com tensiômetros instalados nas profundidades de 10 cm, 20 cm, 30 cm e 40 cm de profundidade. A evapotranspiração da cultura durante todo ciclo (80 dias) foi de 464 mm. Os valores médios de evapotranspiração para a fase de maior consumo, ou seja, fase final, foram de 5,44 mm.dia-1.) Os valores de coeficiente de cultura foram de 1,45 para a fase inicial, 1,14 para a intermediária e 1,16 para a fase final do desenvolvimento da cultura. O uso das maiores lâminas de irrigação, 117% ETE (538 mm) e 100% ETE (464 mm) promoveram omaior rendimento de folhas, com 5130 kg.ha-1 e 4931 kg.ha-1, respectivamente. Esses valores foram 113% e 105% superiores ao tratamento sem irrigação. O rendimento da cultura decresceu conforme aumentou a tensão de água no solo. O uso das diferentes lâminas de irrigação não afetou o teor de esteviosídeo nas folhas, com um valor médio de 6,49%. O intervalo de irrigação de 3 dias não afetou o rendimento quando foi aplicado a maior lâmina de irrigação (117%)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.05.2002
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRONZA, Diniz; FOLEGATTI, Marcos Vinícius. Consumo de água da cultura da estévia (Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni) estimado por microlesímetro automático. 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-23072002-160638/ >.
    • APA

      Fronza, D., & Folegatti, M. V. (2002). Consumo de água da cultura da estévia (Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni) estimado por microlesímetro automático. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-23072002-160638/
    • NLM

      Fronza D, Folegatti MV. Consumo de água da cultura da estévia (Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni) estimado por microlesímetro automático [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-23072002-160638/
    • Vancouver

      Fronza D, Folegatti MV. Consumo de água da cultura da estévia (Stevia rebaudiana (Bert.) Bertoni) estimado por microlesímetro automático [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-23072002-160638/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022