Exportar registro bibliográfico

Fogão de lenha - chapéu de palha: jauenses herdeiros da rusticidade no processo da modernização (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MARIANO, NEUSA DE FATIMA - FFLCH
  • School: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: COMUNIDADE RURAL; MUDANÇA SOCIAL; CAPITALISMO
  • Language: Português
  • Abstract: O caipira, entendido como um ser cultural singular, cujo modo de vida é caracterizado pela rusticidade dos meios de reprodução, não passa intacto à entrada do capitalismo no campo. Ele se transforma perdendo e modificando alguns de seus elementos culturais, pois a vida passa a se dar numa sociedade mediada pelo dinheiro. A pesquisa tem como preocupação central o entendimento de como se deu este fenômeno em Jaú, município do interior do Estado de São Paulo. Vamos encontrar nas colônias de suas fazendas e nos seus sítios, uma sociabilidade muito forte que favorecia a manutenção de expressões de uma cultura singular, enriquecida pelos imigrantes europeus que vieram ao Brasil para trabalhar nos cafezais, no início do século XX. Com o sistema de salários adotado por lei no campo, na década de 1960, houve a individualização do trabalho, deixando de ser familiar na colônia, para ser assalariado, em que as famílias passaram a morar nas cidades. Nos anos 50, a produção canavieira que se expandia pelo interior do Estado de São Paulo foi, aos poucos, acabando com as pequenas propriedades, pois os sitiantes que se viam sem financiamentos bancários (pois os juros eram altos) acabavam vendendo ou arrendando as suas terras. Os fazendeiros, por sua vez, começaram a substituir o café pela cana-de-açúcar. Tais acontecimentos do setor econômico provocaram uma crise cultural, desvinculando o trabalho da cultura do caipira, desvinculando as suas manifestações culturais do cicloda natureza, transformando o seu modo de pensar, ser e agir. O que se pretende com esta pesquisa é demonstrar como o capitalismo, transfigurado em uma sociedade moderna mediada pelo mercado, tem o poder de modificar a cultura e o modo de vida do homem rural. Atualmente, por meio de pesquisa empírica, encontramos heranças da rusticidade, pois nem todos os jauenses mantêm ) na mesma intensidade e maneira, traços de um modo de vida caipira, presente somente no passado; são herdeiros de si próprios, migrantes da temporalidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.03.2002
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARIANO, Neusa de Fátima; HEIDEMANN, Heinz Dieter. Fogão de lenha - chapéu de palha: jauenses herdeiros da rusticidade no processo da modernização. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-20022008-104655/ >.
    • APA

      Mariano, N. de F., & Heidemann, H. D. (2002). Fogão de lenha - chapéu de palha: jauenses herdeiros da rusticidade no processo da modernização. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-20022008-104655/
    • NLM

      Mariano N de F, Heidemann HD. Fogão de lenha - chapéu de palha: jauenses herdeiros da rusticidade no processo da modernização [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-20022008-104655/
    • Vancouver

      Mariano N de F, Heidemann HD. Fogão de lenha - chapéu de palha: jauenses herdeiros da rusticidade no processo da modernização [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-20022008-104655/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022