Exportar registro bibliográfico

Variabilidade patogênica de Colletotrichum graminicola isolado de milho (Zea mays L.) (2002)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARBOSA, MAURICIO PIRES MACHADO - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEF
  • Subjects: MILHO; PODRIDÃO (DOENÇA DE PLANTA); FUNGOS FITOPATOGÊNICOS; ANTRACNOSE
  • Language: Português
  • Abstract: A antracnose foliar e a podridão do colmo do milho, doenças causadas pelo fungo Colletotrichum graminicola, são consideradas de grande importância em muitas regiões produtoras do Brasil e do mundo, sendo o controle realizado unicamente através da resistência. A eficácia da utilização de genes de resistência no controle de doenças de plantas depende da existência ou não de raças do patógeno capazes de vencê-los. Ensaios para determinar a variabilidade patogênica e genética de Colletotrichum graminicola isolado de milho foram realizados com isolados coletados em regiões produtoras situadas nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Maranhão. Os isolados foram comparados geneticamente entre si com auxílio de marcadores moleculares do tipo RAPD, comparando-se os padrões de bandas e realizando-se agrupamento de similaridade entre eles. Após o agrupamento, cinco isolados foram selecionados para realização de estudos de virulência e agressividade frente a linhagens de milho. Experimentos foram conduzidos a campo para avaliação de antracnose no colmo e em casa de vegetação para avaliação de antracnose foliar. Não notou-se relação entre agrupamento genético aos quais os isolados foram reunidos e agressividade. Análises dos ensaios de campo mostraram que não houve interação diferencial entre genótipos do patógeno e do hospedeiro quando se avalia resistência à antracnose do colmo e folha, levando a conclusão que para as fontes de resistência eisolados utilizados neste trabalho, não foi possível a identificação de raças de Colletotrichum graminicola. A correlação entre área do colmo lesionada e área foliar afetada foi baixa, evidenciando que os mecanismos que conferem resistência à podridão de colmo e antracnose foliar provavelmente não são os mesmos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.02.2002
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARBOSA, Mauricio Pires Machado; CAMARGO, Luís Eduardo Aranha. Variabilidade patogênica de Colletotrichum graminicola isolado de milho (Zea mays L.). 2002.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-02082002-150304 >.
    • APA

      Barbosa, M. P. M., & Camargo, L. E. A. (2002). Variabilidade patogênica de Colletotrichum graminicola isolado de milho (Zea mays L.). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-02082002-150304
    • NLM

      Barbosa MPM, Camargo LEA. Variabilidade patogênica de Colletotrichum graminicola isolado de milho (Zea mays L.) [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-02082002-150304
    • Vancouver

      Barbosa MPM, Camargo LEA. Variabilidade patogênica de Colletotrichum graminicola isolado de milho (Zea mays L.) [Internet]. 2002 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-02082002-150304

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020