Exportar registro bibliográfico

Avaliação da toxidade do cianeto em suínos durante a fase de crescimento à terminação: aspectos bioquímicos anatomopatológicos (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MANZANO, HELENA - FMVZ
  • School: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: SUÍNOS; INTOXICAÇÃO; AGENTE TÓXICO; TOXICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O cianeto e os compostos cianogênicos são ubíquos na natureza e amplamente estudados pela toxicologia. A exposição prolongada a este íon tem sido associada à produção do bócio, diabetes pancreático e a diversos distúrbios neurológicos, tanto em seres humanos como em diferentes espécies animais. Contudo o(s) mecanismo(s) envolvidos no desenvolvimento de algumas destas patologias não estão totalmente elucidados. Acredita-se que os efeitos são conseqüência da toxidade do cianeto e/ou de seu principal produto de transformação, o tiocianato. Assim o objetivo do presente estudo foi o de determinar os efeitos da exposição prolongada ao cianeto de potássio (KCN) em suínos, desde a fase de crescimento até a terminação (70dias). Inicialmente foram utilizados 12 suínos com 60 dias de idade, divididos em dois grupos, para determinar a variação dos níveis de tiocianato plasmático, durante o período de 24 horas, após a administração de 3,0mg de KCN/Kg. por via oral, através de duas formas de exposição : da gavage e juntamente com biscoitos. Na primeira forma, os resultados mostraram aumento significante nos níveis plasmáticos do tiocianato dos 30minutos até a 2'4 POT. a' hora após a administração do KCN, sendo que na '6 POT. a' hora foi detectada a concentração máxima deste produto de transformação. Quando da administração do KCN junto a biscoitos, os resultados revelaram aumento significante da '1 POT. a' até a 2'4 POT. a' hora da avaliação, sendo que na 1'2 POT. a' hora daavaliação foi detectada a concentração máxima do tiocianato. Em uma outra etapa, foram utilizados 24 suínos, com 45 dias de idade, distribuídos em 4 grupos : 1 controle e 3 experimentais. Os grupos experimentais foram tratados com 1,0, 2,0 e 3,0mg/KCN/Kg duas vezes ao dia adicionados a biscoitos. O grupo controle recebeu ração comercial e biscoitos. Todos os animais foram pesados semanalmente e amostras de sangue e plasma foram coletadas a cada duas ) semanas, com o objetivo de determinar os níveis de glicose, colesterol, 'gama'-glutamiltransferase ('gama'GT), aspartatoaminotransferase (AST), alaninaaminotransferase (ALT), uréia, creatinina, triiodotironina (T3), tiroxina (T4), tiocianato e cianeto. Após 70 dias, todos os suínos foram abatidos, as carcaças foram pesadas e as espessuras de toucinho foram mensuradas, todo o Sistema Nervoso Central (SCN), pâncreas, tireóides fígado e rim foram coletados para estudo histopatológico. Os níveis plasmáticos de tiocianato dos suínos tratados com KCN 6,0 mg/Kg estiveram significativamente maiores desde a '2 POT a' semana até o fim do experimento, enquanto que nos suínos tratados com a dose de 4,0 mg/Kg de KCN/dia os níveis deste produto apresentaram-se elevados da metade do experimento em diante. Não foram observadas alterações nas bioquímicas de 'gama'GT, AST, glicose, colesterol, T3 e T4. Por outro lado, foram observadas alterações significantes nos níveis de ALT, creatina e uréia nos animais tratados com KCN nasdose de 4,0 e 6,0mg/kg. Não foram observadas alterações no peso e ganho de peso, bem como no peso das carcaças e nas espessuras de toucinho; no entanto, o peso da glândula tireóide daqueles animais que receberam a maior dose de KCN, mostrou-se significativamente maior. O estudo histopatológico revelou presença vacúolos de reabsorção no colóide dos folículos tiroideanos, degeneração de células de Purkinje, degeneração macro e micro goticular do epitélio dos túbulos renais, distorção da arquitetura lobular e alguns hepatócitos com núcleo picnotico e cariolise em todos os animais experimentais, sendo que estas alterações se apresentaram de forma dose-dependente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.12.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MANZANO, Helena; GÓRNIAK, Silvana Lima. Avaliação da toxidade do cianeto em suínos durante a fase de crescimento à terminação: aspectos bioquímicos anatomopatológicos. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Manzano, H., & Górniak, S. L. (2001). Avaliação da toxidade do cianeto em suínos durante a fase de crescimento à terminação: aspectos bioquímicos anatomopatológicos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Manzano H, Górniak SL. Avaliação da toxidade do cianeto em suínos durante a fase de crescimento à terminação: aspectos bioquímicos anatomopatológicos. 2001 ;
    • Vancouver

      Manzano H, Górniak SL. Avaliação da toxidade do cianeto em suínos durante a fase de crescimento à terminação: aspectos bioquímicos anatomopatológicos. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020