Exportar registro bibliográfico

O desenho como desígnio: por uma ética do risco (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: CHIESA, PAULO - FAU
  • Unidade: FAU
  • Sigla do Departamento: AUP
  • Subjects: ARQUITETURA (ESTUDO E ENSINO); PROJETO DE ARQUITETURA (ESTUDO E ENSINO); DESENHO ARQUITETÔNICO
  • Language: Português
  • Abstract: A partir de uma experiência didática coordenada pelo autor na sua escola - o Ateliê UIA 1996, o ensino do projeto em arquitetura começou a ser discutido. Isso aconteceu na Universidade Federal do Paraná, no Curso de Arquitetura e Urbanismo, entre 1995 e 1996. Partiu-se da idéia de que Arquitetura é a arte e a técnica de projetar e construir espaços úteis à sociedade, e ainda, é capaz de articular e integrar os conhecimentos sobre edifícios, cidades e paisagens num todo complexo e interdependente, subtendido no conceito de ambiente. A proposta também estabelece que se aprende arquitetura desenhando-a, e, portanto, o processo de desenho sintetiza o método específico da disciplina.Por outro lado, defende-se a particular visão de que a escola estrutura e planeja o processo de ensino e aprendizagem a partir da realidade física e social do ambiente onde ele se insere. Nesse caso, a problemática da Região Metropolitana de Curitiba é tomada como referência para o exercício de projeto, tanto alimentando as estratégias de ensino e aprendizagem como desenhando o perfil do profissional formado nessa escola. O foco central da análise dirige-se ao processo de transmissão cultural feito pela escola e pelo professor - destacando o papel original e criativo de ambos na construção das disciplinas acadêmicas. As noções de cultura - cultura da escola e de saber docente e discente - são utilizadas para refletir sobre a tradição brasileira no ensino de projeto e para sistematizaro Ateliê UIA 96. )A investigação concentra-se nas últimas cinco décadas do século XX, período marcado por intensas transformações no modo de vida dos brasileiros e do ambiente em geral. Uma fase expressiva da moderna arquitetura brasileira, na qual foram desenvolvidos os modelos de escola e ensino de arquitetura de nosso País, incluindo o do CAUUFPR. O estudo desse panorama histórico objetivou investigar a existência ou não de uma doutrina de projeto, gerada no entrelaçamento da trajetória do CAUUFPR e da arquitetura na cidade de Curitiba. Esta tese sustenta que o ensino superior de arquitetura deve ser considerado como um trabalho social específico e exigente, tanto do ponto de vista ético quanto profissional. As suas conclusões incluem a discussão da proposta de ensino de projeto integrado em arquitetura assim como a do programa de ensino desenvolvido na disciplina de Estudos da Forma ministrada no primeiro ano da CAUUFPR. O resultado final é, portanto, a argüição e defesa de uma disciplina acadêmica orientada pelos pressupostos defendidos nesta tese e pelas atuais diretrizes curriculares do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPR
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.11.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHIESA, Paulo; MAGNOLI, Miranda Maria Esmeralda Martinelli. O desenho como desígnio: por uma ética do risco. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Chiesa, P., & Magnoli, M. M. E. M. (2001). O desenho como desígnio: por uma ética do risco. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Chiesa P, Magnoli MMEM. O desenho como desígnio: por uma ética do risco. 2001 ;
    • Vancouver

      Chiesa P, Magnoli MMEM. O desenho como desígnio: por uma ética do risco. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021