Exportar registro bibliográfico

Influência da gestação, da parição e do puerpério sobre o hemograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: VIANA, RINALDO BATISTA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: CONTAGEM DE CÉLULAS SANGUÍNEAS; PRENHEZ; CAPRINOS; CABRA SAANEN
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de avaliar a influência da gestação, da parição e do puerpério sobre o quadro hemático de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen foram colhidas amostras de sangue de animais criados em sistema intensivo, de acordo com o manejo tradicional empregado nas propriedades produtoras de leite do Estado de São Paulo. Nas amostras de sangue, colhidas em frascos contendo EDTA como anticoagulante, foram realizadas as seguintes provas: contagem de numero de hemácias, em câmara de Neubauer modificada, utilizando-se líquido de Gower como diluidor; determinação do volume globular, pelo método de microematócrito; dosagem de hemoglobina, pelo método de cianometaemoglobina; cálculo dos índices hematimétricos (VCM - volume corpuscular médio; HCM - hemoglobina corpuscular média; CHCM - concentração de hemoglobina corpuscular média), contagem do número total de leucócitos, em câmara de Neubauer modificada, utilizando-se o líquido de Thoma como diluidor; e a contagem diferencial de leucócitos, efetuada em esfregaços sanguíneos, corados pelo método de Rosenfeld. No primeiro experimento, delineado para avaliar a influência da gestação e do puerpério foram colhidas amostras de sangue de 150 cabras, divididas em 5 grupos experimentais, conforme a seguir discriminado: G1 - composto por 30 cabras não prenhes; G2 - composto por 30 cabras na fase inicial da gestação, (entre 30 e 60 dias de gestação); G3 - composto por 30 cabra na fase média da gestação (entre 60 e120 dias de gestação); G4 - composto 30 cabras na fase final da gestação, (com mais de 120 dias de gestaçõs) e G% - composto por 30 cabras recém-paridas (com até 30 dias pós-parto). No segundo experimento, delineado para avaliar a influência da parição e do puerpério sobre o hemático foram colhidas 198 amostras de sangue 11 cabras, sendo os resultados apresentados em 18 grupos experimentais, conforme a seguir discriminado: 32, 16, 8, 4, 3, 2, 1 e ½ dias do parto, ) imediatamente após o parto, e ½, 1, 2, 3, 4, 8, 16, 32 e 64 dias após o parto. No primeiro experimento, a avaliação dos resultados demonstrou que o eritrograma sofreu influência da gestação, sendo o quadro eritrocitário caracterizado, na fase final da gestação, por uma diminuição do número de hemácias e um aumento nos valores do VCM e do HCM. Também se observou a influência da gestação sobre o leucograma, pois o quadro leucocitário foi caracterizado por uma diminuição gradual do número de leucócitos com o avançar da gestação, atingindo seus menores valores no final da gestação e no puerpério. Essa diminuição ocorreu devido ao comportamento observado para o número absoluto de linfócitos que também diminuiu com a evolução da gestação. Dessa forma, o quadro leucocitário tornou-se, predominantemente, neutrofílico na fase final da gestação e no puerpério. No segundo experimento, a avaliação dos resultados obtidos demonstrou que somente o leucograma sofreu influência da parição e da evolução do puerpério.Nos últimos três dias de gestação observou-se um gradual aumento do número de leucócitos, em decorrência das variações observadas no número total de neutrófilos, sendo o quadro leucocitário, no momento do parto, caracterizado por uma leucocitose por neutrofilia sem desvio à esquerda. Nas primeiras 24 horas após o parto, ainda foi possível ser observado essa leucocitose por neutrofilia que desapareceu nos dias subseqüentes, passando o quadro leucocitário a assemelhar-se, até o final do puerpério, àquele observado na fase final da gestação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.11.2001
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIANA, Rinaldo Batista; BIRGEL JÚNIOR, Eduardo Harry. Influência da gestação, da parição e do puerpério sobre o hemograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-22072011-145155/ >.
    • APA

      Viana, R. B., & Birgel Júnior, E. H. (2001). Influência da gestação, da parição e do puerpério sobre o hemograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-22072011-145155/
    • NLM

      Viana RB, Birgel Júnior EH. Influência da gestação, da parição e do puerpério sobre o hemograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-22072011-145155/
    • Vancouver

      Viana RB, Birgel Júnior EH. Influência da gestação, da parição e do puerpério sobre o hemograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-22072011-145155/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021