Exportar registro bibliográfico

Procedimentos para a condução do teste de condutividade elétrica para avaliação do vigor de sementes de milho (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARCHI, JOSÉ LUÍS DE - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: FISIOLOGIA VEGETAL; FUNGICIDAS; MILHO; SEMENTES; VARIEDADES VEGETAIS
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho foi realizado no Laboratório de Análise de Sementes e em área experimental do Departamento de Produção Vegetal da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", da Universidade de São Paulo, com o objetivo de estudar diferentes procedimentos para a condução do teste de condutividade elétrica para a avaliação do vigor de sementes de milho. Para tanto, três lotes de sementes de milho, do cultivar CO 32, com diferentes intensidades de danos mecânicos, foram submetidos ao teste de condutividade elétrica, utilizando-se amostras com 25, 50 e 100 sementes; para cada amostra o teste foi conduzido com sementes previamente escolhidas (eliminando-se aquelas com a presença de danos mecânicos visíveis) e com sementes sem escolha (amostras originais). Paralelamente, foram conduzidos testes de vigor complementares (frio, envelhecimento acelerado e emergência de plântulas em campo), visando estabelecer relações com os procedimentos adotados para a condução do teste de condutividade e, assim, selecionar o procedimento mais adequado para a condução do mesmo. Após definição do procedimento mais adequado, o teste de condutividade elétrica foi conduzido com as sementes dos três lotes, tratadas com fungicidas (Maxim XL, Captan 750 TS e Vitavax - Thiram 200 SC), inseticidas (K-obiol e Actelic) e associação dos fungicidas e inseticidas, visando verificar a influência dos mesmos na avaliação da condutividade elétrica. Os resultados obtidos permitiram concluir que, comexceção dos tratamentos com 100 sementes sem escolha e 50 sementes com escolha, as demais metodologias mostraram-se adequadas para a condução do teste de condutividade elétrica em sementes de milho. ) O tratamento das sementes com os fungicidas Maxim XL, Captan 750 TS e Vitavax - Thiram 200 SC não interferem na condutividade elétrica da solução de embebição das sementes de milho. Por outro lado, de maneira geral, a mistura dos inseticidas K-obiol e Actelic e sua associação com os fungicidas, provocam aumentos naqueles valores; contudo, tal comportamento não provocou alterações na classificação do vigor dos lotes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.12.2001
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARCHI, José Luís de; CICERO, Silvio Moure. Procedimentos para a condução do teste de condutividade elétrica para avaliação do vigor de sementes de milho. 2001.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2001. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20191218-135235/ >.
    • APA

      Marchi, J. L. de, & Cicero, S. M. (2001). Procedimentos para a condução do teste de condutividade elétrica para avaliação do vigor de sementes de milho. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20191218-135235/
    • NLM

      Marchi JL de, Cicero SM. Procedimentos para a condução do teste de condutividade elétrica para avaliação do vigor de sementes de milho [Internet]. 2001 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20191218-135235/
    • Vancouver

      Marchi JL de, Cicero SM. Procedimentos para a condução do teste de condutividade elétrica para avaliação do vigor de sementes de milho [Internet]. 2001 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20191218-135235/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020