Exportar registro bibliográfico

A experiência do transplante autólogo de medula óssea: em busca do verdadeiro self (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: BARROS, MARIA CRISTINA MONTEIRO DE - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: NEOPLASIAS; TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA; PSICOLOGIA APLICADA; HOSPITAIS; PSICOLOGIA DO SELF
  • Language: Português
  • Abstract: Analisa qualitativamente a experiência de três pacientes oncológicos adultos (duas mulheres e um homem) que submeteram-se ao Transplante Autólogo de Medula Óssea (TMO) em um hospital particular da cidade de São Paulo. Sob uma perspectiva clínica, baseada no acompanhamento psicológico realizado a estes pacientes, questiona sobre a vivência psíquica da situação paradoxal contida no tratamento por TMO que, objetivando a cura ou o restabelecimento da saúde, provoca o adoecimento dos pacientes e a morte de suas medulas. Estuda o impacto psicossocial do Transplante, os temas associados à experiência, mecanismos de defesa e enfrentamento utilizados durante todo o processo, além de identificar junto aos pacientes, a presença ou não de mudanças existenciais significativas ocorridas ao longo de sua realização. Os sujeitos foram atendidos pela Psicologia durante o período do tratamento através de uma abordagem de cunho breve e de referencial teórico psicanalítico, baseada nos conceitos desenvolvidos por Donald W. Winnicott. Analisa a experiência dos pacientes atendidos através do estudo detalhado das sessões e do material (desenhos, pinturas e depoimentos) produzido ao longo das mesmas. Observa que o TMO representa um marco no tratamento e na vida dos pacientes. Durante suas etapas, o senso de identidade dos pacientes é ameaçado, exigindo dos mesmos uma reacomodação de valores, redefinição de limites e um reconhecimento de necessidades, tanto físicas como emocionais.Encontra associadas a estes fatores ansiedades fortes (paranoides), como a sensação de robotização, de invasão e posse do corpo. Observa também a instalação de processos regressivos e a presença de temas como o renascimento e a maternidade. Discute sobre os desejos dos pacientes em estabelecerem uma aproximação do verdadeiro self, ou seja, de viverem comprometidos com formas autenticas de exercício de suas personalidades. ) Conclui sobre a importância do holding proporcionado pelos cuidadores destes pacientes (especificamente do psicólogo), com atitudes de não fragmentação entre a psique e o soma e de sustentação física e emocional dos mesmos durante fases de extrema dependência e vulnerabilidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS, Maria Cristina Monteiro de; AMIRALIAN, Maria Lúcia Toledo Moraes. A experiência do transplante autólogo de medula óssea: em busca do verdadeiro self. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Barros, M. C. M. de, & Amiralian, M. L. T. M. (1999). A experiência do transplante autólogo de medula óssea: em busca do verdadeiro self. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barros MCM de, Amiralian MLTM. A experiência do transplante autólogo de medula óssea: em busca do verdadeiro self. 1999 ;
    • Vancouver

      Barros MCM de, Amiralian MLTM. A experiência do transplante autólogo de medula óssea: em busca do verdadeiro self. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021