Exportar registro bibliográfico

Possíveis neurotransmissores na regulação da mudança de cor fisiológica de Ligia exótica (Crustacea, Isopoda) (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, MARCELO ALVES DA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIF
  • Assunto: CRUSTÁCEOS
  • Language: Português
  • Abstract: A mudança de cor fisiológica de crustáceos, geralmente em resposta a estímulos ambientais, ocorre devido à migração bidirecional de grânulos de pigmento em células especiais denominadas cromatóforos. A regulação dessa migração em crustáceos decápodes tem sido atribuída à ação de 2 neuropeptídeos: o hormônio dispersador (PDH) e o concentrador de pigmentos (RCPH). Porém, vários peptídeos e aminas biogênicas regulam a secreção de RPCH e PDH em crustáceos decápodes, além de possuírem efeitos diversos sobre a regulação da mudança de cor. Espécies marinhas, como Ligia exotica (crustáceo isópode), exibem mudança de cor fisiológica, porém não existe nenhum dado disponível na literatura em relação ao controle da migração pigmentar nessa espécie. Desta forma, torna-se atraente a investigação geral da possibilidade de diversas aminas biogênicas e peptídeos (serotonina, histamina, dopamina e octopamina, PCH, proctolina, substância P, met-encefalina, FMRFamida e CCAP já identificados em crustáceos, regularem, direta ou indiretamente, a migração pigmentar em cromatóforos desse isópode. Os diversos agonistas foram testados através de bioensaios in vivo e in vitro. Nos bioensaios in vivo, para determinação da velocidade de adaptação, após 24 h em determinado substrato, eles foram transferidos para aquários de cores opostas (claro para escuro e vice-versa). Nos experimentos com os possíveis agonistas, a cor do fundo foi mantida durante toda sua duração.Nos bioensaio in vitro, foram feitas preparações com fragmentos do animal conforme descrito por Britto e colaboradores (1990). Utilizou-se o índice cromatoforotrópico de Hogben & Slome (1931) para determinar a resposta dos melanóforos. Nos experimentos in vivo utilizou-se a análise não-paramétrica de Kruskal-Walis quando apresentadas diferenças significativas. Na análise do efeito das substâncias, para aquelas que apresentaram diferenças significativas, foi calculada a resposta(continua) )integrada padrão (Fingerman & Rao, 1967) e compararam-se os valores obtidos em cada uma das concentrações através do teste Kolmogorov-Smirnoff
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.11.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Marcelo Alves da; VISCONTI, Maria Aparecida. Possíveis neurotransmissores na regulação da mudança de cor fisiológica de Ligia exótica (Crustacea, Isopoda). 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Silva, M. A. da, & Visconti, M. A. (2001). Possíveis neurotransmissores na regulação da mudança de cor fisiológica de Ligia exótica (Crustacea, Isopoda). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva MA da, Visconti MA. Possíveis neurotransmissores na regulação da mudança de cor fisiológica de Ligia exótica (Crustacea, Isopoda). 2001 ;
    • Vancouver

      Silva MA da, Visconti MA. Possíveis neurotransmissores na regulação da mudança de cor fisiológica de Ligia exótica (Crustacea, Isopoda). 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020