Exportar registro bibliográfico

Avaliação do traçado do arco gótico no diagnóstico das disfunções temporomandibulares em pacientes desdentados totais (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: MUGLIA, VALDIR ANTONIO - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 805
  • Subjects: DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR; REABILITAÇÃO BUCAL
  • Language: Português
  • Abstract: Foi realizado um estudo em que foram utilizados os movimentos mandibulares (traçado do arco gótico) para avaliar as disfunções temporomandibulares em pacientes desdentados totais. Utilizou-se, neste trabalho, 30 pacientes desdentados totais, sendo estes portadores de próteses totais maxilares e mandibulares. Tais pacientes apresentavam ou não dores articulares elou musculares, Sendo o paciente portador de prótese total, avaliou-se a sua retenção, estabilidade, relação cêntrica e a dimensão vertical de oclusão. Após o exame clínico, foi realizada uma primeira sessão de traçados utilizando um dispositivo intra-oral, de ponto central único. Foram realizados cinco traçados para cada paciente, em cada sessão. As sessões foram realizadas com as próteses em uso, após o restabelecimento das próteses em uso, com as próteses novas após três semanas a seis meses de uso. Estes traçados foram transcritos em papel vegetal a arquivados, para posterior comparação. A comparação destes traçados permitiu avaliar a exatidão dos movimentos mandibulares. Os traçados foram realizados pelos pacientes sem nenhum treinamento prévio, o profissional apenas pedia ao paciente que reuse movimentos de protrusão, retrusão, lateralïdade direita e esquerda. Com eles pode-se avaliar a presença de disfunção e indicar o tratamento para o desdentado total. Após a primeira sessão de traçados com as próteses em uso observou a presença de 21 traçados irregulares. As próteses destes pacientes foram avaliadas eaquelas que apresentavam suas bases não abrangendo os limites das áreas chapeáveis maxilar e mandïbular foram reparadas. Estes reparos visavam recuperar a extensão correta da área chapeável. Em seguida, verificou-se as relações intermaxilares, como a dimensão vertical de oclusão, o espaço funcional livre e a relação cêntrica. ) Com estas próteses recuperadas fez-se novamente todos os traçados para a obtenção dos movimentos mandibulares. Estes traçados foram utilizados para a avaliação, em associaçáo com os obtidos na primeira consulta, a para a instituição da terapia e plano de tratamento para o paciente estudado. Na avaliação destes traçados observou que dos 21 irregulares apenas 2 traçados não se tornaram regulares. Isto pode ser explicado pela presença da sintomatologia dolorosa. O paciente que apresentava esta sintomatologia e desarmonia entre os movïmentos mandibulares precisou de um tempo maior para eliminação da sintomatologia e obtenção do relaxamento da musculatura e da correta posição de côndilos a discos nas respectivas articulaçães temporomandibulares. Quando recuperado, este paciente foi tratado como assintomático e durante a confecção das próteses totais o traçado com os movimentos mandibulares foi utilizado como meio auxiliar na obtenção dos registros interoclusais. Baseados nos resultados obtidos e na metodologia empregada, conclui-se que: 1) A utilização de traçados de registros gráficos intraorais (arco gótico) permite avaliar a efetividade dotratamento de disfimções temporomandibulares em pacientes desdentados totais; 2) O restabelecimento das rely intermaxilares comprovou ser uma terapia adequada no tratamento de disfiunção temporomandibular de pacientes desdentados totais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MÚGLIA, Valdir Antônio; ABRÃO, Wilson. Avaliação do traçado do arco gótico no diagnóstico das disfunções temporomandibulares em pacientes desdentados totais. 2000.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2000.
    • APA

      Múglia, V. A., & Abrão, W. (2000). Avaliação do traçado do arco gótico no diagnóstico das disfunções temporomandibulares em pacientes desdentados totais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Múglia VA, Abrão W. Avaliação do traçado do arco gótico no diagnóstico das disfunções temporomandibulares em pacientes desdentados totais. 2000 ;
    • Vancouver

      Múglia VA, Abrão W. Avaliação do traçado do arco gótico no diagnóstico das disfunções temporomandibulares em pacientes desdentados totais. 2000 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021