Exportar registro bibliográfico

Avaliação da cicatrização periodontal após aplicação de proteínas derivadas da matriz do esmalte em defeitos tipo deiscência óssea: estudo em cães (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: MANTOVANI, ÂNGELA - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Assunto: CIRURGIA PERIODONTAL (AVALIAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo avaliou a efetividade da aplicação de proteínas derivadas da matriz do esmalte, no processo de cicatrização dos tecidos periodontais, em defeitos tipo deiscência óssea, criados cirurgicamente nos caninos inferiores de 4 cães, padronizadas em 5x5 mm, a partir da crista óssea. Esses defeitos foram tratados, de um lado, por condicionamento radicular feito com gel de ácido etileno-diamino-tetracético (EDTA) a 24%, aliado à aplicação da Proteína Derivada da Matriz do Esmalte (grupoexperimental) e, no lado contralateral, apenas condicionamento radicular com gel de EDTA a 24% (grupo-controle). Os animais foram sacrificados em tempos diferentes, após a cirurgia: com 2, 4, 12 e 16 semanas. Os blocos removidos foram fixados, descalcificados, desidratados e incluídos em parafina. Cortes semi-seriados -no sentido vestíbulo-lingual, de 6'mü'm de espessura - foram corados por hematoxilina-eosina e tricrômico de Mallory e foram observados microscópio de luz (Axiophot Zeiss), Os parâmetros avaliados foram: 1) extensão linear e área de osso neoformado (ON); 2) extensão linear e área de cemento neoformado (CN); 3) extensão do epitélio juncional - migração epitelial (ME), os quais foram relacionados com o 4) comprimento total do defeito (CTD), partindo-se do limite inferior da marca apical, até a margem gengival. Após 16 semanas de cicatrização a ON representou 39% do defeito no lado experimental e 12% no lado controle; a CN correspondeu a 48% no lado experimental ea 16% no lado controle; a ME foi de 52% no experimental e de 84% no lado controle. O novo cemento encontrado após a utilização de proteínas derivadas da matriz de esmalte apresentou grande quantidade de fibras de Sharpey, funcionalmente inseridas ao longo de sua extensão. Os resultados histológicos e histométricos sugerem que a utilização de PDME parece ser uma alternativa viável no tratamento periodontal, por estimular a neoformação de cemento, ) pela qualidade da regeneração 2 pela facilidade de manuseio que propicia o tratamento de múltiplos defeitos em um único ato cirúrgico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.06.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MANTOVANI, Ângela; GRISI, Márcio Fernando de Moraes. Avaliação da cicatrização periodontal após aplicação de proteínas derivadas da matriz do esmalte em defeitos tipo deiscência óssea: estudo em cães. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Mantovani, Â., & Grisi, M. F. de M. (2001). Avaliação da cicatrização periodontal após aplicação de proteínas derivadas da matriz do esmalte em defeitos tipo deiscência óssea: estudo em cães. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mantovani Â, Grisi MF de M. Avaliação da cicatrização periodontal após aplicação de proteínas derivadas da matriz do esmalte em defeitos tipo deiscência óssea: estudo em cães. 2001 ;
    • Vancouver

      Mantovani Â, Grisi MF de M. Avaliação da cicatrização periodontal após aplicação de proteínas derivadas da matriz do esmalte em defeitos tipo deiscência óssea: estudo em cães. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021