Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento e aplicação de PCRs quali/quantitativas para diagnóstico de citomegalovirose em transplantados de rim e medula óssea (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: MARIN, LAURO JULIANO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA; TRANSPLANTE DE RIM; BIOQUÍMICA MICROBIANA
  • Language: Português
  • Abstract: A infecção por citomegalovírus (CMV) ocorre com alta prevalência no Brasil causando significante morbi-mortalidade em indivíduos imunodeprimidos como transplantados de medula óssea (TMO) e transplantados de rim (TR). Neste trabalho. objetivamos utilizar uma PCR qualitativa para CMV no creme leucocitário de TMO e TR, visando à detecção do genoma viral e sua correlação com citomegalovirose doença. Também, objetivamos desenvolver uma PCR semiquantitativa para determinar a carga de CMV presente no creme leucocitário destes pacientes, correlacionando níveis de CMV com manifestações clínicas. Para tanto, estudamos um grupo de 33 TMO a 35 TR em tratamento no Hospital das Clínicas da Facudade de Medicina de Ribeirão Preto - USP, no período de maio de 1999 a dezembro de 2000. Durante o seguimento colheram-se 144 amostras de sangue dos TMO a 265 amostras de sangue dos TR. As amostras clínicas foram processadas na Unidade Multidepartamental de Pesquisa em Virologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP. Inicialmente, os leucócitos foram separados por dextrana e o DNA extraído utilizando colunas de troca iônica. Os extratos de DNA foram submetidos a uma PCR qualitativa utilizando primers (gB1604 e gB1319) que amplificam 296 pares de bases do gene da glicoproteína B do CMV. Os materiais clínicos positivos foram confirmados por uma nested-PCR com primers internos aos da PCR anterior.) Também, desenvolvemos uma PCR dilucional semiquantitativa para CMV. Para tanto,inserimos fragmento com 296 bases do gene da glicoproteína B do CMV em plasmídios PCR II (Invitrogen, USA). Os plasmídios contendo o inserto esperado foram amplificados em Escherichia coli (DH5a), e purificados pelo Plasmid Minikit (QIAGEM, GERMANY). Estes plasmídios com inserto foram titulados em diluições decimais a submetidos à PCR descrita anteriormente. A PCR detectou 867 cópias de plasmídios, sendo esta a sensibilidade da técnica. Pela PCR qualitativa seguida de nested-PCR confirmatória, foi possível detectar genoma de CMV em 9 (27,3%) pacientes dentre 33 TMO e em 13 (37,1%) pacientes dentre 35 TR Utilizando a PCR semiquantitativa, obteve-se carga de CMV entre 2.118 a 72.443 pv/gg DNA em 4 (12,1 %) dos 33 TMO e entre 1.246 e 58.613 pv/pg DNA em 8 (22,9%) dos 35 TR
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.08.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARIN, Lauro Juliano; FIGUEIREDO, Luiz Tadeu Morais. Desenvolvimento e aplicação de PCRs quali/quantitativas para diagnóstico de citomegalovirose em transplantados de rim e medula óssea. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Marin, L. J., & Figueiredo, L. T. M. (2001). Desenvolvimento e aplicação de PCRs quali/quantitativas para diagnóstico de citomegalovirose em transplantados de rim e medula óssea. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Marin LJ, Figueiredo LTM. Desenvolvimento e aplicação de PCRs quali/quantitativas para diagnóstico de citomegalovirose em transplantados de rim e medula óssea. 2001 ;
    • Vancouver

      Marin LJ, Figueiredo LTM. Desenvolvimento e aplicação de PCRs quali/quantitativas para diagnóstico de citomegalovirose em transplantados de rim e medula óssea. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021