Exportar registro bibliográfico

Estudo dos receptores para estrogênio e progesterona em pólipos endometriais de mulheres na pós-menopausa (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: ALMEIDA, ELZA CARVALHO SANT'ANA DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: RECEPTORES DE PROGESTERONA; ENDOMÉTRIO; MENOPAUSA; GINECOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de avaliar a expressão dos receptores para estrogênio e progesterona nos pólipos endometriais e endométrio, foram estudadas 91 mulheres no Departamento de Ginecologia, de agosto de 1999 a agosto de 2000. Setenta e duas pacientes estavam na pós-rnenopausa e 19 controles no rnenacme. Foram excluídas pacientes em uso de terapêutica hormonal para câncer de mama e endometrial, e as que não tivessem os dois laudos histopatológicos. Todos as pacientes incluídas tiveram as amostras do pólipo e do endométrio obtidos por histeroscopia cirúrgica. Foram realizados estudos histopatológicos e imuno-histoquímicos nos pólipos e endométrio pareados. Para análise estatística foi usado o software GraphPad Prisma 3.0. As variáveis, não paramétricas, foram analisadas pelos testes de Wilcoxon, de Mann-Whitney e de Kruskall-Walks. A imunomarcação dos receptores para estrogênio e progesterona foi mais intensa nas glândulas dos pólipos que do endométrio (mediana dos RE = 7,0 versus 5,0 respectivarnente, p < 0,0001); (mediana dos RP = 6,0 versus 4,0 respectivamente, p < 0,0001), e também mais intensa para estrogênio no estroma (mediana de RE = 6,0 versus 5,0, p = 0,021), nas pacientes da pós-menopausa. A imunomarcação dos receptores para estrogênio e progesterona foi mais intensa nas glándulas dos pólipos que a do endométrio (mediana de RE = 7,0 versus 6,0 respectivamente, p = 0,019); (mediana dos RP = 7,0 versus 5,0 respectivamente, p = 0,007), e também mais intensa paraprogesterona no estroma (mediana de RE = 7,0 versus 6,0, p = 0,fl11), nas pacientes do menacme. Concluindo, encontramos maior expressão dos RE e RP nas glândulas dos pólipos endometriais em relação às glândulas do endométrio adjacente, tanto nas mulheres da pós-menopausa como do menacme. ) Foram encontrados valores aproximados na expressão dos RP entre pólipos e endométrio na pós-menopausa, e valores aproximados na expressão de RE no estroma dos pólipos e endométrio nas mulheres do menacme. Considerando diferentes intervalos de pós-menopausa, não foi encontrada diferença significativa na expressão dos RE e RP nas glândulas e no estroma do endométrio . Não foi também encontrada diferença de expressão dos RE e RP entre os diferentes tipos histológicos dos pólipos e diferentes tipos histológicos do endométrio na pós-menopausa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.08.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA, Elza Carvalho Sant`Ana de; NOGUEIRA, Antônio Alberto. Estudo dos receptores para estrogênio e progesterona em pólipos endometriais de mulheres na pós-menopausa. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Almeida, E. C. S. `A. de, & Nogueira, A. A. (2001). Estudo dos receptores para estrogênio e progesterona em pólipos endometriais de mulheres na pós-menopausa. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Almeida ECS`A de, Nogueira AA. Estudo dos receptores para estrogênio e progesterona em pólipos endometriais de mulheres na pós-menopausa. 2001 ;
    • Vancouver

      Almeida ECS`A de, Nogueira AA. Estudo dos receptores para estrogênio e progesterona em pólipos endometriais de mulheres na pós-menopausa. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021