Exportar registro bibliográfico

A mortalidade infantil e as práticas sanitárias na cidade de São Paulo (1892-1920) (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: ALVES, FLORENTINA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Assunto: MORTALIDADE INFANTIL
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho tem por objetivo investigar a questão da mortalidade infantil na cidade de São Paulo entre os anos de 1892 e 1920, bem como as práticas usadas para combatê-la, fundamentadas no saber médico da época. Assim, investigam-se as causas, a composição e a evolução da mortalidade infantil no intervalo estudado. Em seguida, são analisadas as condições de vida na Capital Paulista do período, principalmente no tocante ao saneamento básico. Segundo o trabalho, as soluções para o problema da mortalidade infantil foram apontadas pelo discurso médico-higienista. As medidas adotadas para combater a mortalidade geral foram o sanemento e a urbanização da cidade e o fortalecimento de uma estrutura, concentrada no Serviço Sanitário paulista, destinada a enfrentar as doenças e epidemias. Paralelamente, foram introduzidas diversas práticas médicas com o intuito de reduzir especificamente a mortalidade infantil, tais como a inspeção das amas-de-leite, o Concurso de Robustez, a Gota de Leite e a Consulta aos Lactentes. Todas essas práticas tinham em comum o estímulo ao aleitamento natural. Assim, o saber higienista usado no combate à mortalidade infantil impôs ideais de comportamento à toda a sociedade, principalmente à mãe. É destacado no texto que o discurso médico-sanitário que defendia a saúde das crianças também foi usado na propaganda de produtos médicos e complementos alimentícios. Posteriormente, a indústria apropriou-se desse saber e passou a ter os médicos como simplesdestinatários
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.10.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Florentina; MARCÍLIO, Maria Luiza. A mortalidade infantil e as práticas sanitárias na cidade de São Paulo (1892-1920). 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Alves, F., & Marcílio, M. L. (2001). A mortalidade infantil e as práticas sanitárias na cidade de São Paulo (1892-1920). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Alves F, Marcílio ML. A mortalidade infantil e as práticas sanitárias na cidade de São Paulo (1892-1920). 2001 ;
    • Vancouver

      Alves F, Marcílio ML. A mortalidade infantil e as práticas sanitárias na cidade de São Paulo (1892-1920). 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021