Exportar registro bibliográfico

Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: MONTEIRO, CRISTIANE DE ARAUJO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: GIRASSOL; POPULAÇÕES VEGETAIS; SEMEADURA
  • Language: Português
  • Abstract: Realizou-se análise de crescimento e rendimento de cultivares de girassol (Helianthus annuus L.), semeado em época de semeadura safrinha, manejado sob cinco densidades de plantas (2, 3, 4, 5 e 6 plantas m-1). O experimento foi conduzido com 10 tratamentos (2 cultivares x 5 densidades) repetidos 3 vezes, delineado em blocos ao acaso. A massa seca total e o índice de área foliar foram coletados a intervalos regulares de 14 dias. A massa seca total foi determinada em 10 plantas de girassol. O índice de área foliar foi determinado utilizando-se o analisador de dossel Li-corâ, modelo LAI-2000. Os índices fisiológicos, taxa de crescimento da cultura, taxa de crescimento relativo, taxa de assimilação líquida e razão de área foliar, foram então determinados através das funções ajustadas para massa seca total e índice de área foliar. Adicionalmente, foram avaliadas as seguintes características: número de folhas, altura final de planta, diâmetro basal de haste, diâmetro de capítulo, número de aquênios por capítulos, massa de 1.000 aquênios e rendimento de aquênios. Os resultados permitiram concluir que: a) a produção de massa seca é influenciada pelo fator genótipo; b) a densidade de 6 plantas m-1 proporciona maior produção de massa seca total; c) o índice de área foliar não é influenciado pelos fatores densidade de plantas e genótipo; d) o nº de aquênios por capítulo é o componente da produção da planta mais importante para a determinação da produtividade agrícola degirassol; e) o aumento na densidade de plantio não diminui o nº de folhas, o diâmetro de haste, o nº de aquênios por capítulo e a massa de aquênios de girassol; f) a diminuição do nº de aquênios por capítulo e da massa de aquênios, em razão do aumento da densidade de plantas na linha, é compensada pelo maior nº de plantas por unidade de área, não afetando a produtividade agrícola de girassol; g) Cargill 11 apresenta maior produtividade agrícola que ) Morgan 734, porém essa diferença foi devido ao efeito de baixas temperaturas na antese, que afetou principalmente esse último cultivar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.10.2001
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Cristiane de Araujo; CÂMARA, Gil Miguel de Sousa. Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas. 2001.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2001. Disponível em: < http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20181127-155122/ >.
    • APA

      Monteiro, C. de A., & Câmara, G. M. de S. (2001). Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20181127-155122/
    • NLM

      Monteiro C de A, Câmara GM de S. Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas [Internet]. 2001 ;Available from: http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20181127-155122/
    • Vancouver

      Monteiro C de A, Câmara GM de S. Análise de crescimento e produtividade agrícola de girassol conduzido na safrinha em cinco densidades de plantas [Internet]. 2001 ;Available from: http://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-20181127-155122/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021